LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

sábado, 31 de julho de 2010

Nas montanhas da Colômbia – Pela paz democrática com justiça social


Publicado no blog Cidadã do Mundo

"... para dar solidariedade aos povos venezuelano, boliviano, equatoriano; para lutar para que possam avançar as mudanças e a luta de classes na América Latina, mesmo em processos mais mediados e contraditórios; para evitar que haja guerra e retrocesso em nosso continente; para tudo isso, há um pré-requisito: derrotar o verdadeiro eixo do mal, os braços do imperialismo norte-americano em nosso continente: o governo fascista e o Estado terrorista da Colômbia!" (Ivan Pinheiro)

Artigo completo AQUI.

Brasil ajuda a construir hospital em Gaza

Recomenda-se que José Serra não leia essa notícia: O Brasil, em conjunto com a Índia e a África do Sul, vai ajudar a financiar a construção de um hospital na Faixa de Gaza. Se ler, Serra vai perguntar o que que o Brasil foi fazer em Gaza, e que seria melhor construir o hospital em algum país vizinho sul-americano. Não, país sul-americano não, porque é filantropia. Melhor fazer o hospital no Nordeste. Não, Nordeste, não, porque tem muito pobre e eles ficam vindo para São Paulo. É melhor fazer o hospital em São Paulo mesmo e privatizar parte do atendimento, cobrando preços altos, como os pedágios, para prestar bons serviços, concluiria Serra.

Mas como o governo brasileiro, felizmente, não pensa como Serra e é solidário em sua política externa, se aliou a outros países emergentes e generosos, como Índia e África do Sul, para pensar na população sofrida da Faixa de Gaza, submetida a um bloqueio feroz há três anos, desde que teve a petulância de escolher, por eleição direta, o Hamas para governar o território, com o que não concordaram Israel e Egito.

Segundo matéria de O Globo, a construção do hospital enfrenta obstáculos pelo bloqueio imposto por Israel e Egito e pela proibição, por parte de Israel, do ingresso em Gaza de material de construção, que o governo israelense teme que seja usado para a construção de armas (?) e abrigos antiaéreos.

O ministro brasileiro de Relações Exteriores, Celso Amorim, para desespero de Serra que não entende o que fazemos no Oriente Médio, pediu diretamente ao primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu que abra uma exceção para o projeto do hospital.

Posto aí em cima, para que vocês vejam um pouco do drama que vivem os plaestinos de Gaza em matéria de atendimento hospitalar, um dos capítulos da excelente série de vídeos (legendados em português) intitulada Crianças de Gaza, produzida pelo Channel 4, da Inglaterra. Você pode ver todos os episódios na lista de reprodução que aparece ao final de cada capítulo.

O Fórum de Diálogo Ibas (Índia, Brasil e África do Sul) já financiou um centro esportivo em Ramallah, na Cisjordânia, e tem como metas aliviar a pobreza e a fome, além de promover o desenvolvimento sustentável de países que estejam necessitados”, como a Palestina, o Haiti, Cambodja e Guiné Bissau.São quatro países com muitos problemas e sofrimentos internos e que, por isso mesmo, são capazes de sentir e agir diante daqueles que estão em dificuldades maiores ainda.

Sabem, aquela coisa antiga e demodé para Serra, chamada solidariedade. Razões humanistas, impossíveis de serem absorvidas pela mentalidade tucana “de mercado” que só pensa que tipo de vantagem vai levar nisso.

Serra em "Esta é a sua vida"

Publicado no Blog do Celso Jardim

Nesta campanha eleitoral as manifestações de cada candidatura das coligações em disputa pela preferência do eleitorado apresentam temas e controversias sob grande temperatura, mas o candidato José Serra tem se destacado com uma série de inverdades ao proclamar como sendo de sua autoria projetos e ações que foram de outros idealizadores.

A cada semana de uma nova declaração de José Serra segue-se outra desmentido o que assumiu, muitos provados pelos próprios autores e tiveram seus direitos autorais surrupiados por Serra, e ainda as próprias declarações do tucano assumindo que foi um engano ou interpretação equivocada de suas palavras.

Fatos esses que se tornaram uma constante desde seu governo em São Paulo e suas frases contestadas pelas categorias envolvidas, para elencar algumas delas mostramos a seguir as mais comentadas, e a verdade dos fatos na sequência.

Serra mente: "Sempre votei a favor dos direitos dos trabalhadores"

A verdade
: Por sua performance na votação da Carta Magna, Constituinte de 1988, Serra recebeu uma nota negativa (3,7, numa escala de zero a 10) do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap). Ele não votou a favor da redução da jornada para 44 horas semanais, não votou pela garantia de aumento real para o salário mínimo, não apoiou o direito de greve e voltou as costas à classe trabalhadora em vários outros temas, conforme esclarece o minucioso manifesto das centrais sindicais.

Serra mente: "Eu criei o FAT - Fundo de Assistência aos Trabalhadores"

A verdade
: Cinco das seis centrais sindicais que representam 94% de todas as categorias de trabalhadores, lançam o manifesto: “Serra: impostura e golpe contra os trabalhadores”. Documento contesta declarações de que Serra criou o FAT e tirou do papel o seguro-desemprego, e acrescenta: "Não fez nenhuma coisa e nem outra" .

O deputado Jorge Uequed, PMDB/RS, foi quem apresentou o projeto um ano antes que Serra, e o deputado Jorge Uequed conforme consta nos anais da Câmara dos Deputados é o verdadeiro autor do Fundo de Assistência ao Trabalhador.

Serra mente: "Eu que inventei o programa dos Genéricos"

A verdade:
O próprio Serra desmentiu a autoria, e disse; "Não fui eu quem inventei genérico. Os genéricos, já existiam. Eu nem sabia quando eu assumi o Ministério da Saúde, afirmou.

Além de negar a paternidade dos genéricos, Serra disse que também NÃO implementou no Ministério da Saúde o programa de combate à AIDS.

Como se sabe Serra diz que fez os genéricos e quem fez foi o então ministro da Saúde Jamil Haddad, no governo do presidente Itamar Franco (1992 -1994).

Serra mente: "Eu que implantei o Programa de AIDS no país"

A verdade
: Em 1983 é implantado no Estado de São Paulo o primeiro programa de controle da Aids no Brasil. O seu coordenador era o dermatologista Paulo Roberto Teixeira Leite. Na sequência, é criado o programa no Estado do Rio de Janeiro. Começa também a organização do Programa de Aids do Ministério da Saúde.

No ano seguinte, 1984, o Programa de Aids do Ministério da Saúde surge no âmbito da Divisão de Dermatologia Sanitária, que tinha como chefe a dermatologista Maria Leide de Santana. José Sarney era o presidente da República e Carlos Santana, ministro da Saúde. Nessa época, chegam ao programa Lair Guerra de Macedo Rodrigues (bióloga), Pedro Chequer (médico epidemiologista e sanitarista), Euclides Castilho (médico epidemiologista), Luís Loures (clínico geral), Celso Ferreira Ramos-Filho (infectologista), entre outros.

Serra
mente: "Não pode ter dinheiro público para os movimentos sociais"

A verdade
:
Em uma CPMI criada como dispositivo de criminalização dos movimentos sociais e contra avanços na Reforma Agrária, durante oito meses foram feitos todos os esclarecimentos ao Congresso Nacional em relação à denúncias, com base em jornais e revistas contra a Reforma Agrária.

Nesse período, as entidades sociais provaram que os objetos dos convênios foram cumpridos, o trabalho realizado melhora a qualidade de vida dos trabalhadores rurais e não houve desvio de recursos públicos, de acordo com o relatório final da CPMI.

Após a conclusão da CPI dirigente de movimento social declarou que José Serra representa os interesses do latifúndio improdutivo, do agronegócio e das empresas transnacionais que não resolvem o problema das famílias sem terra e não garantem o abastecimento de alimentos saudáveis para a população brasileira.

Serra mente: "Os professores temporários irão melhorar o ensino"


A verdade
: Descaso de Serra com a educação leva professores à greve “O sindicato dos professores apresentou toda discordância em relação ao PL 19/2009, que propõe contratar ACTs por tempo determinado de 200 dias e deixou claro que a precariedade para novos temporários é inaceitável, indo na contramão de qualquer discurso de melhoria da qualidade da educação”.

Serra mente: "Não foi por falta de diálogo que aconteceu o confronto"


A verdade
: O diretor do Sindicato da Polícia Civil do Distrito Federal, Luciano Marinho de Moraes, iniciou ontem contatos com sindicatos de Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste. Ele afirmou que passará ainda hoje nos gabinetes de deputados e senadores para apresentar moção de repúdio ao atual secretário de Segurança Pública de São Paulo, Ronaldo Marzagão, e ao governo de José Serra.

Serra mente
: "A situação na Polícia de São Paulo está normal"


A verdade
: Sindicatos de diferentes Estados do País paralisam suas atividades por duas horas, em apoio aos grevistas e repúdio à maneira que eles classificam como "desrespeitosa" com que o governo paulista tem tratado os policiais. A decisão foi motivada pelo confronto entre policiais militares e civis, na frente do Palácio dos Bandeirantes, na quinta-feira.

Serra mente
: "As OSs não prejudicam os atendimento aos usuarios do SUS"

A verdade
: Desde 1998, com a edição/promulgação de um projeto de lei pelo então presidente FHC, as Organizações Sociais (OSs) passaram a gerir uma série de instituições hospitalares Brasil afora, mas encontraram no Estado de São Paulo seu porto pacífico.

A partir de então, os hospitais e serviços de saúde, que vinham sendo administrados diretamente pelas autarquias municipais e estaduais tiveram seu gerenciamento progressivamente terceirizado, privatizado – sempre pelas mesmas (e poucas) empresas (OSs), e sempre sem licitação.

O esquema, de contratos milionários, envolve aquilo que FHC e Serra fizeram enquanto foram gestores federais: sucateamento e pauperização crescentes das estruturas públicas, principalmente as hospitalares e educacionais, e desvalorização de seus funcionários, para que o argumento privatizador pudesse encontrar respaldo junto à população em geral.

O secretário de saúde de SP, Paulo Roberto Barradas disse: "O InCor e o Hospital das Clínicas tem fila dupla, a dos pacientes particulares anda rápida, já a dos usuários do SUS é muito lenta".

Serra mente: "A paralisação de transporte é política? "

A verdade
: O Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo, ao longo de seus 73 anos de existência tem participado ativamente das lutas em defesa dos direitos dos trabalhadores em transportes e de todas as mobilizações da classe trabalhadora para manter as conquistas que custou milhares de vida em defesa de uma sociedade mais justa.

As declarações do Governador de São Paulo, José Serra, mostra claramente de que lado está o governo paulista, que se tornou um dos maiores tercerizadores da mão-de-obra dos trabalhadores nas empresas públicas, onde incluímos o Metrô e a EMTU, com a contratação de mão-de-obra através de empresas de pessoas jurídicas, como já tinha acontecido no transporte público de passageiros na cidade de São Paulo durante seu curto mandato como prefeito e que tem continuidade com seu sucessor Gilberto Kassab.

Serra mente: "Assino comprometendo-me a cumprir 4 anos na prefeitura"

A verdade
: José Serra formaliza sua renúncia ao cargo de prefeito da maior cidade do País exatamente um ano e três meses depois de ter assumido o posto e assinado um documento em frente as câmeras de televisão atestando o compromisso de ficar o mandato de prefeito por quatro anos, ao anunciar a sua pré-candidatura ao governo de São Paulo. Serra marcou para o período da tarde uma reunião com seu secretariado, na qual anunciará à equipe que o vice Gilberto Kassab (DEM) passa a ser o novo prefeito da capital paulista.

Serra mente
: "Isso [as privatizações] é usado mais como terrorismo eleitoral"

A verdade
: O ex-presidente Fernando Henrique em declaração a imprensa diz;"Quem mais queria privatizar as estatais durante o seu governo não era ele, mas sim o governador de São Paulo, José Serra (PSDB): “O Serra foi um dos que mais lutou a favor da privatização da Vale”, afirmou Fernando Henrique. E ainda acrescentou; "FHC lembrou ainda que José Serra brigou, também, pela entrega da Light. “A Light também foi o Serra”.

A democracia israelense, com as graças de Deus, mostra suas garras


Publicado no Blog do Bourdoukan


Israelenses destroem aldeia beduína

Israel continua fazendo aquilo que mais gosta. Destruir casas de palestinos e promover limpeza étnica.

Desta vez as vitimas foram beduínos que vivem no deserto de Negev.

Mais de 50 casas da aldeia de Al-Arakib foram arrasadas por buldozers e em seguida queimadas, deixando ao desabrigo mais de 300 pessoas, 200 das quais crianças.

Bem que os beduínos tentaram dialogar, inutilmente.

Os soldados não quiseram conversa.

Depois de destruir e queimar as casas, retiraram-se, deixando um rastro de dor e lágrimas.

Abaixo, vocês vêm as imagens.

Chomsky: “Os EUA são o maior terrorista do mundo”


Publicado no VERMELHO

Noam Abraham Chomsky, intelectual estadunidense, pai da linguística e polêmico ativista por suas posturas contra o intervencionismo militar dos Estados Unidos, visitou a Colômbia para ser homenageado pelas comunidades indígenas do Departamento de Cauca. Falou com exclusividade para Luis Angel Murcia, do jornal Semana.com, em 21 de Julho de 2010. O morro El Bosque, um pedaço de vida natural ameaçado pela riqueza aurífera que se esconde em suas entranhas, desde a semana passada tem uma importância de ordem internacional. Essa reserva, localizada no centro da cidade de Cauca, muito próxima ao Maciço colombiano, é o cordão umbilical que hoje mantêm aos indígenas da região conectados com um dos intelectuais e ativistas da esquerda democrática mais prestigiados do planeta.

Noam Abraham Chomsky. Quem o conhece assegura que é o ser humano vivo cujas obras, livros ou reflexões, são as mais lidas depois da Bíblia. Sem duvida, Chomsky, com 81 anos de idade, é uma autoridade em geopolítica e Direitos Humanos.

Sua condição de cidadão estadunidense lhe dá autoridade moral para ser considerado um dos mais recalcitrantes críticos da política expansionista e militar que os EUA aplica no hemisfério. No seu país e na Europa é ouvido e lido com muito respeito, já ganhou todos os prêmios e reconhecimentos como ativista político e suas obras, tanto em linguística como em análise política, foram premiadas.

Sua passagem discreta pela Colômbia não era para proferir as laureadas palestras, mas para receber uma homenagem especial da comunidade indígena que vive no Departamento de Cauca. O morro El Bosque foi rebatizado como Carolina, que é o mesmo nome de sua esposa, a mulher que durante quase toda sua vida o acompanhou. Ela faleceu em dezembro de 2008.

Em sua agenda, coordenada pela CUT e pela Defensoria do Povo do Vale, o Senhor Chomsky dedicou alguns minutos para responder exclusivamente a Semana.com e conversar sobre tudo.

Quê significado tem para o senhor esta homenagem?

Estou muito emocionado; principalmente por ver que pessoas pobres que não possuem riquezas se prestem a fazer esse tipo de elogios, enquanto que pessoas mais ricas não dão atenção para esse tipo de coisa.

Seus três filhos sabem da homenagem?

Todos sabem disso e de El Bosque. Uma filha que trabalha na Colômbia contra as companhias internacionais de mineração também está sabendo.

Nesta etapa da sua vida o que o apaixona mais: a linguística ou seu ativismo político?

Tenho estado completamente esquizofrênico desde que eu era jovem e continuo assim. É por isso que temos dois hemisférios no cérebro.

Por conta desse ativismo teve problemas com alguns governos, um deles e o mais recente foi com Israel, que o impediu de entrar nas terras da palestina para dar uma palestra.

É verdade, não pude viajar, apesar de ter sido convidado por uma universidade palestina, mas me deparei com um bloqueio em toda a fronteira. Se a palestra fosse para Israel, teriam me deixado passar.

Essa censura tem a ver com um de seus livros intitulado ‘Guerra ou Paz no Oriente Médio?

É por causa dos meus 60 anos de trabalho pela paz entre Israel e a Palestina. Na verdade, eu vivi em Israel.

Como qualifica o que se passa no Oriente Médio?

Desde 1967, o território palestino foi ocupado e isso fez da Faixa de Gaza a maior prisão ao ar livre do mundo, onde a única coisa que resta a fazer é morrer.

Chegou a se iludir com as novas posturas do presidente Barack Obama?

Eu já tinha escrito que é muito semelhante a George Bush. Ele fez mais do que esperávamos em termos de expansionismo militar. A única coisa que mudou com Obama foi a retórica.

Quando Obama foi galardoado com o prêmio Nobel de Paz, o quê o senhor pensou?

Meia hora após a nomeação, a imprensa norueguesa me perguntou o que eu pensava do assunto e respondi: “Levando em conta o seu recorde, este não foi a pior nomeação”. O Nobel da Paz é uma piada.

Os EUA continuam a repetir seus erros de intervencionismo?

Eles tem tido muito êxito. Por exemplo, a Colômbia tem o pior histórico de violação dos Direitos Humanos desde o intervencionismo militar dos EUA.

Qual é a sua opinião sobre o conceito de guerra preventiva que os Estados Unidos apregoam?

Não existe esse conceito, é simplesmente uma forma de agressão. A guerra no Iraque foi tão agressiva e terrível que se assemelha ao que os nazistas fizeram. Se aplicarmos essa mesma regra, Bush, Blair e Aznar teriam de ser enforcados, mas a força é aplicada aos mais fracos.

O que acontecerá com o Irã?

Hoje existe uma grande força naval e aérea ameaçando o Irã e, somente a Europa e os EUA pensam que isso está certo. O resto do mundo acredita que o Irã tem o direito de enriquecer urânio. No Oriente Médio três países (Israel, Paquistão e Índia) desenvolveram armas nucleares com a ajuda dos EUA e não assinaram nenhum tratado.

O senhor acredita na guerra contra o terrorismo?

Os EUA são os maiores terroristas do mundo. Não consigo pensar em qualquer país que tenha feito mais mal do que eles. Para os EUA, terrorismo é o que você faz contra nós e não o que nós fazemos a você.

Há alguma guerra justa dos Estados Unidos?

A participação na Segunda Guerra Mundial foi legítima, entretanto eles entraram na guerra muito tarde.

Essa guerra por recursos naturais no Oriente Médio pode vir a se repetir na América Latina?

É diferente. O que os EUA tem feito na América Latina é, tradicionalmente, impor brutais ditaduras militares que não são contestados pelo poder da propaganda.

A América Latina é realmente importante para os Estados Unidos?

Nixon afirmou: “Se não podemos controlar a América Latina, como poderemos controlar o mundo”.

A Colômbia tem algum papel nessa geopolítica ianque?

Parte da Colômbia foi roubada por Theodore Roosevelt com o Canal do Panamá. A partir de 1990, este país tem sido o principal destinatário da ajuda militar estadunidense e, desde essa mesma data tem os maiores registros de violação dos Direitos Humanos no hemisfério. Antes o recorde pertencia a El Salvador que, curiosamente também recebia ajuda militar.

O senhor sugere que essas violações têm alguma relação com os Estados Unidos?

No mundo acadêmico, concluiu-se que existe uma correlação entre a ajuda militar dada pelos EUA e violência nos países que a recebem.

Qual é sua opinião sobre as bases militares gringas que há na Colômbia?

Não são nenhuma surpresa. Depois de El Salvador, é o único país da região disposto a permitir a sua instalação. Enquanto a Colômbia continuar fazendo o que os EUA pedir que faça, eles nunca vão derrubar o governo.

Está dizendo que os EUA derruba governos na América Latina?

Nesta década, eles apoiaram dois golpes. No fracassado golpe militar da Venezuela em 2002 e, em 2004, seqüestraram o presidente eleito do Haiti e o enviaram para a África. Mas agora é mais difícil fazê-lo porque o mundo mudou. A Colômbia é o único país latinoamericano que apoiou o golpe em Honduras.

Tem algo a dizer sobre as tensões atuais entre Colômbia, Venezuela e Equador?

A Colômbia invadiu o Equador e não conheço nenhum país que tenha apoiado isso, salvo os EUA. E sobre as relações com a Venezuela, são muito complicadas, mas espero que melhorem.

A América Latina continua sendo uma região de caudilhos?

Tem sido uma tradição muito ruim, mas, nesse sentido, a América Latina progrediu e, pela primeira vez, o cone sul do continente está a avançando rumo a uma integração para superar seus paradoxos, como, por exemplo, ser uma região muito rica, mas com uma grande pobreza.

O narcotráfico é um problema exclusivo da Colômbia?

É um problema dos Estados Unidos. Imagine que a Colômbia decida fumigar a Carolina do Norte e o Kentucky, onde se cultiva tabaco, o qual provoca mais mortes do que a cocaína.

Fonte: Agência de Notícias Nova Colômbia. Original em http://www.semana.com/noticias-mundo/parte-colombia-robada-roosevelt/142043.aspx

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Imperdível: "A Guerra Contra a Democracia"

Publicado no Tudo em Cima

O premiado jornalista John Pilger mostra a cruel realidade planejada pelos EUA para quase todos os países latino-americanos.

Golpes, assassinatos, grupos de extermínio, torturas, genocídios - financiados e treinados pela CIA, acompanhados por uma cobertura quase sempre desonesta da mídia local - transformaram esses países no que eles são hoje: desigualdade, miséria, desinformação e fornecedor de produtos primários.

Certos documentos apresentados pelo filme revelam a realidade que a mídia esconde até os dias de hoje.

Mas o documentário não é só amargura e mostra numa mensagem de otimismo de que o povo pode sair às ruas e conseguir o que lhe é de direito. Isso é bem ilustrado em dois ótimos exemplos na América do Sul: Venezuela e Bolívia, que – ao contrário do que diz quase todos os nossos meios televisivos e impressos - se transformaram em símbolos da luta popular pela democracia.

Esse documentário é essencial para quem quer saber da recente história latino-americana e para se situar no tempo atual.

The War on Democracy 2007 legendado from olho.cósmico on Vimeo.

Quero é viver

Publicado no Cidadã do Mundo

Fez no Sábado, dia 23 de Junho, 25 anos que faleceu António Variações.Nessa altura, tinha eu 4 anos e, portanto, não me lembro de nada. No entanto, ao longo da minha adolescência, fui sempre ouvindo as suas músicas, interpretadas por outros artistas. Mais recentemente, o fantástico projecto "Humanos", fez com que todos nós ficássemos a conhecer as músicas que compôs e que nunca chegou a editar. Nessas cassetes "perdidas", estavam aquelas que são as minhas duas músicas preferidas "Quero é viver" e "Muda de vida".

Na realidade, não posso resumir Variações a somente duas canções, ele compôs dezenas e todas pautadas pela originalidade, como aliás ele próprio era. Se há cantor português que não se pode enquadrar em nenhum género musical, esse cantor é António Variações. O seu estilo era, como ouvi numa reportagem, AV (António Variações)!



Vou viver
até quando eu não sei
que me importa o que serei
quero é viver

Amanhã, espero sempre um amanhã
e acredito que será
mais um prazer

e a vida é sempre uma curiosidade
que me desperta com a idade
interessa-me o que está para vir
a vida em mim é sempre uma certeza
que nasce da minha riqueza
do meu prazer em descobrir

encontrar, renovar, vou fugir ou repetir

vou viver,
até quando, eu não sei
que me importa o que serei
quero é viver
amanhã, espero sempre um amanhã
e acredito que será mais um prazer

a vida é sempre uma curiosidade
que me desperta com idade
interessa-me o que está para vir
a vida, em mim é sempre uma certeza
que nasce da minha riqueza
do meu prazer em descobrir

encontrar, renovar vou fugir ou repetir

vou viver
até quando eu não sei
que me importa o que serei
quero é viver,
amanhã, espero sempre um amanhã
e acredito que será mais um prazer



Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se há vida em ti a latejar

Ver-te sorrir eu nunca te vi
E a cantar, eu nunca te ouvi
Será te ti ou pensas que tens... que ser assim

Ver-te sorrir eu nunca te vi
E a cantar, eu nunca te ouvi
Será te ti ou pensas que tens... que ser assim

Olha que a vida não, não é nem deve ser
Como um castigo que tu terás que viver

Muda de vida se tu não vives satisfeito
Muda de vida, estás sempre a tempo de mudar
Muda de vida, não deves viver contrafeito
Muda de vida, se há vida em ti a latejar

Capitalismo e Privatização


Publicado no Com Texto Livre

«Privatize-se tudo, privatize-se o mar e o céu, privatize-se a água e o ar, privatize-se a justiça e a lei, privatize-se a nuvem que passa, privatize-se o sonho, sobretudo se for diurno e de olhos abertos.E finalmente, para florão e remate de tanto privatizar, privatizem-se os Estados, entregue-se por uma vez a exploração deles a empresas privadas, mediante concurso internacional. Aí se encontra a salvação do mundo… e, já agora, privatize-se também a puta que os pariu a todos.»

José Saramago – Cadernos de Lanzarote - Diário III – pag. 148

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Os dentes de Ingrid e as banhas dos cubanos


Dizia o poeta que “diariamente se apaixonava por uma mulher, um sorriso, um poema, um amigo, um pássaro, uma revolução...”

Tomei conhecimento da blogosfera através de um amigo, um jovem companheiro de trabalho, estagiário, o Rodolfo, que me apresentou o Cidadania.com, do Eduardo Guimarães.

Uns dois anos depois resolvi cria meu próprio blog, não sabia bem para que. Hoje sou irmanado a uma infinitude de escritores, pensadores, sonhadores, poetas, porra-loucas, músicos, profissionais liberais, funcionários públicos, etc., etc., etc., gente que, assim como eu, quer somar na luta por um mundo melhor, um mundo socialista, um mundo solidário.

Um mundo se guerras, sem a prepotência de estados imperialistas, hoje representados pelos EUA, Israel, União Européia e uns vassalos miudinhos como a Colômbia, o Egito, etc., um mundo sem armas atômicas, um mundo sem o fósforo branco, tão querido dos terrorista estadunidenses e israelense, sem o cerco a Cuba ou a Palestina: um mundo, não um inferno.

A partir do contato com o blog do Eduardo Guimarães, conheci diversos outros blogs, que se tornaram grandes paixões. Citá-los, certamente, por conta da minha frágil memória que os anos vão transformando em lenta e emotiva caixa de lembranças fragmentadas, causará, com certeza, injustiças, por esquecimento de alguns nomes, mas não resisto, tentarei enunciá-los por ordem de “descobrimento”:

Blog do Mino, do Mino Carta, que já não existe;

Tudo em Cima, do André Lux;

Oleo do Diabo, do Miguel do Rosário;

O biscoito fino e a massa, do Idelber Avelar, infelizmente em hibernação;

Blog do Velho Comunista, do Velho Comunista;

Maybe Tomorrow, da Yvy;

Terra Brasilis, do DiAfonso, meu cumpadi;

Com Texto Livre, do ZCarlos, outro cumpadi;

Blog do LEN, do LEN, mais um cumpadi;

Cidadã do Mundo, da Athena, uma cumadi;

Um pouco de tudo, da Elaine Berti, outra cumadi... etc., etc., etc.

Peço desculpas pelas ausências, fruto, claro, da minha memória tão combalida por conta de várias drogas, consumidas por vários anos e ainda: agrotóxicos no tomate, conservantes nos alimentos, poluição expelida pelos automóveis, programas da rede bobo; só muita cerveja gelada, uísque, boa música e conversa com amigos para combater tantas agressões.

Pois bem, hoje um dos blogs que me dão mais prazer de navegar, um centro de notícias que, com certeza, nunca serão informadas pelo PIG, é o blog do Gilson Sampaio, a quem aqui quero fazer uma homenagem e agradecê-lo por tão grandioso trabalho.

Vida longa a blogosfera! Vida longa ao blog do Gilson Sampaio!

Viva à paz e a um mundo Solidário!

Um grande abraço a todos!


Publicado no blog do GilsonSampaio

Quando a senadora colombiana Ingrid Betancourt foi libertada pelas FARCs a midiazinha sem-vergoinha só faltou promover Lula agente do grupo guerrilheiro. Da grobo ouviu-se que a senadora ficara presa por seis anos em condições sub-humanas, acorrentada, sujeita a maus tratos e portadora de uma coleção variada de doenças. Quando, enfim, foi apresentada a senadora, que surpresa! Ingrid Betancourt não tinha nem olheiras! Mas o que chamou a minha atenção foram os dentes da senadora. Fiquei intrigado, pois, depois de 6 anos vivendo em acampamentos no meio da floresta, seus dentes estavam perfeitos! (Edgar Alan Poe escreveu um conto de horror cujo nome era Berenice, e girava em torno dos dentes da personagem. Se a senadora fosse contemporânea de Poe, talvez o conto mudasse o nome para Ingrid). Ainda tinha a pele de miss.

ET: a senadora, que vive na França, pediu indenização de U$ 6 milhões ao governo Colombiano. O povo de lá reagiu condenando o oportunismo e passou a odiá-la, mesmo ela desistindo do golpe.

image

Agora é a vez dos golpistas cubanos financiados pelos EU, exilados na Espanha. O jornal nacional falou em maus tratos, celas imundas e cheias de ratos. Outra vez me quedo surpreso. Não é que os golpistas se apresentaram com ótima aparência, corados e alguns com fartura de banhas. Será que a dieta deles era rato no café da manhã, rato no almoço, rato na merenda e rato no jantar? Sobre essas doenças ligeiras transmitidas por ratos aos humanos, não ouvi nada a respeito. Ah! já sei. Como a medicina cubana é uma das mais desenvolvidas do mundo, doenças como Leptospirose, Peste bubônica, Tifo murino, Febre da mordida do rato, Triquinose, Raiva, Salmoneloses, Hantavirose nao se desenvolvem nos coitadinhos dos cubanos.

Vejam o estado deplorável dos bandidos cubanos.

image

Agora veja como os bandidos cubanos se portaram ao chegar na Espanha.

Sanguessugado do AbundaCanalha

Gordinhos pediram representante dos EUA


É asqueroso o show da mídia internacional com a libertação dos sete ex-prisioneiros cubanos. Não economizam palavras para descrever Cuba como a mais feroz ditadura do planeta, e a turma de gordinhos mercenários como vítimas do “sanguinário” Fidel. Não poderiam ser mais hipócritas. Divulgam cotidianamente as mais estapafúrdias notícias, de fontes sempre duvidosas, celebrando o “necessário” combate ao terror mundial, onde principalmente a população de origem islâmica é presa e encarcerada por meras suspeitas, mofando em prisões por anos sem direito a defesa, sofrendo torturas e humilhações.

Bem fez o La República da Espanha, “no sois bienvenidos al Estado español”, publicaram. E ainda relataram um fato relevante, que o restante da mídia escondeu: alguns dos dissidentes logo ao chegar pediram representante da embaixada americana. Nada mais explícito para entender o fato.

Mercenarios del capitalismo: No sois bienvenidos al Estado español


Lustrosos, ofreciendo una imagen que desmiente historias sobre las terroríficas cárceles cubanas, arribó a Barajas el primer grupo de mercenarios cubanos acogidos por el Estado español. Poco tiempo llevaban cuando comenzaron a revelarse comportamientos. Unos clamaban por la presencia de un miembro de la embajada estadounidense. Pobre diablos... deseosos de hacer la genuflexión ante el representante del amo para que los despachen rumbo a Estados Unidos.
Alojados en un hotel, muy lejos del centro de Madrid, que supondrían suntuoso, pronto surgieron las críticas: Que si era un poco incómodo, que por suerte sólo estarían 3 días en ese lugar, que si sólo había un baño en la habitación... ¡Llegar al idílico mundo y recibir semejante bazofia! Ellos requieren lujo, boato, que son, en la democracia de los millonarios, exclusividad de la Gran burguesía. Alguno aspira a trabajar en España... con 60 años de edad. Es posible que consiga, por caridad, lo que se les niega a tantos africanos forzados a emigrar por culpa del Sistema que él defiende.
De momento el régimen de Juan Carlos I se hará cargo de sus tratamientos médicos (quienes lo precisen, porque alguno luce gordito), necesidades sanitarias y educación. Y lo aceptan por inconsecuentes. La clase obrera consciente, no da la bienvenida a mercenarios defensores del capitalismo privatizador, criminal y explotador.

Como os ' dissidentes' de Cuba seriam tratados em outros países?

(Mumia Abu-Jamal é um ex-integrante do Partido dos Panteras Negras, preso político nos EUA, terra da democracia e de Deus, há quase 30 anos em isolamento total no corredor da morte. Viva a democracia ocidental, cristã, criacionista e terrorista!)


Publicado no Portal Vermelho


Em Cuba, existem cerca der 50 pessoas a quem os grandes meios de comunicação classificam como "presos políticos", "presos de consciência" ou "dissidentes". Os governos dos países mais poderosos e ricos do mundo se apóiam neste argumento para pressionar o governo cubano e forçar mudanças na ilha de acordo com seus interesses políticos e econômicos. A conhecida e prestigiosa organização Anistia Internacional também qualifica com estes termos estas pessoas. Porém, o que há de correto em tudo isso? É preciso recordar que nenhum dos chamados "dissidentes" foram penalizados por delitos de opinião, mas por sua colaboração direta com o governo dos Estados Unidos por diferentes meios, basicamente a recepção de fundos econômicos.

Esta superpotência, cuja economia representa hoje cerca de um terço de toda a economia mundial, mantém um bloqueio econômico que provoca graves privações à população da ilha e que já foi condenado pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 18 ocasiões. Além disso, protege em seu território pessoas responsáveis por centenas de vítimas de atos terroristas na ilha e mantém ocupada uma parte do território do país, a Baía de Guantânamo, contra a vontade expressa do povo e do governo cubanos.

Quer dizer, o governo dos Estados Unidos mantém uma guerra aberta e declarada contra Cuba, com o objetivo de derrubar o sistema político e social vigente na ilha. Para isso, destinou, só nos anos 2007 e 2008, US $ 45,7 milhões para os chamados "dissidentes", e outros US $ 100 para organizações radicadas nos Estados Unidos que atuam, em muitos casos, como financiadores intermediários dos mesmos.

Os delitos dos chamados " dissidentes", portanto, não têm nada a ver com a liberdade de expressão, mas com colaboração com uma superpotência estrangeira inimiga.

Mas o que aconteceria em outros países com pessoas com atuações semelhantes? (1)

O Código Penal dos Estados Unidos prevê uma pena de 20 anos para quem preconize a derrubada do governo ou da ordem estabelecida. Estipula 10 anos de prisão para quem emita "falsas declarações", com o objetivo de atentar contra os interesses dos Estados Unidos em suas relações com outra nação. E pena de três anos para quem "mantenha (...) correpondência ou relação com um governo estrangeiro (...). com a intenção de influir em sua conduta (...) a respeito de um conflito ou uma controvérsia com os Estados Unidos".

O Código Penal espanhol castiga com pena de 4 a 8 anos a quem "mantiver relações de inteligência ou relação de qualquer gênero com governos estrangeiros (...), a fim de prejudicar a autoridade do Estado ou comprometer a dignidade ou os interesses vitais da Espanha". Prevê pena de 10 a 15 anos aos responsáveis por crime de "rebelião", aplicado a quem se "levante violenta e publicamente" com objetivos como: derrubar ou modificar a Constituição, destruir ou suprimir faculdades do rei da Espanha.

A França castiga com pena de até 30 anos e multa de € 450 mil "o feito de manter relações de inteligência com uma potência estrangeira, (...) com vistas a sucitar hostilidades ou atos de agressão contra a França".

A Itália sanciona com pena entre 3 e 10 anos o " cidadão que, inclusive indiretamente, receba (...) do estrangeiro (...) dinheiro ou qualquer outro artigo (...) com o objetivo de cometer atos contrários aos interesses nacionais", com um incremento de pena se "o dinheiro (...) se entrega ou se promete mediante propaganda na imprensa".

Em qualquer um dos citados países, e em outros não mencionados, os denominados "dissidentes" cubanos receberiam, então, penas muito superiores que aquelas recebidas por seus delitos em Cuba. Contra todos eles (os dissidentes), ficou provado o recebimento, direto ou indireto, de fundos do governo dos Estados Unidos e colaboração com a política de guerra contra a ilha.

O pesquisador francês Salim Lamrani define a Anistia Internacional como uma organização "reconhecida por sua serenidade, profissionalismo e imparcialidade", porém critica seu tratamento em relação a Cuba. "A Anistia Internacional faria bem em reconsiderar seu juízo a respeito daqueles que considera presos de consciência em Cuba, pois ter duas medidas é inaceitável", afirma o professor.

(1) Salim Lamrani, “Las contradicciones de Amnistía Internacional”, no Rebelión de 7 de maio de 2008. http://www.rebelion.org/noticia.php?id=67001

Fonte: Kaos en la Red, tirado de vídeo produzido por Cubainformación.

Veja abaixo o vídeo (em espanhol) de Cubainformación:

Cara de pau: Serra faz campanha como "amigo pessoal" de Lula


Publicado no Portal Vermelho

De repente, o candidato parece ter sido vítima de pedrada na cabeça. É o que depreendo do título de matéria saído na Folha de S.Paulo de 17/7: “‘Lula e FHC são mais parecidos do que parece’, afirma Serra”.

Por Washington Araújo, no Observatório da Imprensa

O texto é de uma sem-cerimônia de causar espécie. Vejamos como continua a matéria:

"Ao fazer campanha pelo estado natal de Lula, o candidato tucano à presidência José Serra disse que é ‘amigo pessoal’ do presidente e que o líder petista e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ‘são muito mais parecidos do que parece’. ‘O ouvinte aqui pode estar surpreso, mas eu conheço os dois’, disse Serra em Recife (PE), em entrevista a uma rádio local. ‘Ambos são, embora de maneira diferente, meus amigos pessoais, independentemente das diferenças em política’."
Na mesma linha segue o vetusto Estado de S. Paulo, que, também em sua edição de 17/7, abre matéria com a manchete "Lula e FHC são mais parecidos do que parece". Publicou o jornal:

"Indagado sobre quais seriam as semelhanças entre Lula e Fernando Henrique, respondeu: ‘São questões de natureza pessoal e psicológica, mas carinhosa. Ambos são, embora de maneira diferente, meus amigos pessoais independentemente das diferenças em política.’ Mais tarde, instado a explicar melhor a comparação, esquivou-se. ‘Foi uma observação curiosa, vai ficar por aí. Vou deixar todo mundo curioso’."
Pensei: o que não faz um político para pegar carona de um presidente que bate seguidos recordes de aprovação popular? Todos, mas todos mesmo — à exceção de colunistas da Veja, Folha de S.Paulo e O Globo —, querem tirar uma casquinha da popularidade presidencial e, para conseguir o intento, são até mesmo capazes de adulterar o que já assumia ares de senso comum: não existe nada mais diferente que Lula e FHC.

Eles são tão parecidos quanto Barack Obama e Josef Stalin ou Leon Tolstoi e Ernest Hemingway ou, quem sabe, Ricardo Kotscho e Diogo Mainardi. Mais pessoas parecidas? Vamos lá. Lula e FHC são tão parecidos como parecidos são Edir Macedo e Roberto Irineu Marinho ou Michel Temer e Índio da Costa, ambos candidatos a vice-presidentes nas chapas de Dilma Rousseff e José Serra.

Diferenças e mais diferenças

Não precisamos ir muito longe para ir apontando diferenças. Mas, considerando que quem leu os jornais do dia 18 último poderia ingenuamente ser levado a concordar com a tonitruante assertiva do ex-governador paulista, uma vez que nenhum jornalista, articulista, colunista, comentarista de política ou de economia se atreveu a detalhar pontos de completa dessemelhança ou mesmo de alguma confluência, decidi listar apenas dez dessemelhanças que saltam aos olhos do leitor imparcial:

** Lula tem sensibilidade social, FHC tem sensibilidade econômica. Lula criou o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social. FHC criou o Conselho Nacional de Desestatização.

** Lula brilha em cima de caminhões, dispõe de apenas três escassos diplomas – o conferido em sua juventude pelo Senai e os dois de presidente da República, outorgados pelo Tribunal Superior Eleitoral. FHC brilha na academia, é festejado como o "Príncipe da Sociologia Brasileira", é autor de diversos livros publicados em diversos idiomas.

** Lula viu o risco Brasil despencar para 200 pontos enquanto nos anos FHC o risco Brasil alcançou o recorde de 2.700 pontos. Lula pagou a dívida e ainda emprestou módicos US$ 10 bi ao FMI para socorrer a economia da Grécia. FHC não mexeu na dívida externa brasileira.

** Lula elevou o salário mínimo a US$ 210, FHC deixou o salário mínimo no último ano de seu governo em exatos US$ 78. O dólar no governo Lula baixou a R$ 1,78 enquanto no governo FHC alcançou R$ 2,79.

** Lula reconstruiu a indústria naval brasileira. FHC em seus oito anos de mandato não tratou do assunto. Lula criou dez novas universidades federais, FHC não criou uma sequer. Lula criou 214 Escolas Técnicas Federais, FHC passou em branco.

** No governo Lula, os valores e reservas do Tesouro Nacional alcançaram a cifra dos 160 bilhões de dólares positivos, no governo FHC este saldo era negativo em exatos 185 bilhões de dólares negativos. Lula deixará em andamento a construção de três estradas de ferro, FHC não deixou nenhuma.

** Ao assumir, Lula encontrou 80% das estradas rodoviárias em estado precário, ao deixar o governo saberá que 70% destas foram recuperadas. Sob FHC a indústria automobilística estava em baixa de 20%, sob Lula esta indústria verifica alta na casa dos 30%, estando o Brasil atualmente ocupando a 4ª posição mundial de maior fabricante de veículos do mundo.

** Nos anos Lula verificou-se acentuada mobilidade social: 23 milhões de brasileiros saíram da linha de pobreza. Nos anos FHC esse número chegou a 2 milhões de pessoas dando adeus à pobreza. Nos anos Lula foram criados 11 milhões de empregos. Nos anos FHC foram 780 mil empregos.

** Lula não privatizou nenhuma empresa estatal e, ao contrário, criou dez novas estatais, como a Empresa de Pesquisa Ferroviária (EPF), o Banco Popular do Brasil, a Empresa de Planejamento Energético (EPE), a Empresa Brasil de Comunicação (EBC), a Hemobras, que fabrica hemoderivados, e o Centro Nacional de Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec). FHC privatizou joias da coroa como a Vale do Rio Doce e Empresas de Telecomunicação do grupo Telebrás como Embratel, Telesp, Telemig, Telerg, Telepar, Telegoiás, Telems, Telemat, Telest, Telebahia, Telergipe, Teleceará, Telepará, Telpa, Telpe, Telern, Telma, Teleron, Teleamapá Telamazon, Telepisa, Teleacre, Telaima, Telebrasília, Telasa. FHC privatizou empresas como Light (vendida ao grupo francês e americano EDF/AES), Eletropaulo (vendida para a empresa americana AES), Petroquímica União S.A... a verdade é que a lista é longa. A maioria das empresas estatais foi vendida a grupos internacionais: espanhol, italiano, mexicano. Em 2002, sob FHC, o Brasil conseguiu reduzir o número de estatais a meros 108 e, em 2010, sob Lula, o país passou a dispor de 118.

** Em dezembro de 2002 o Brasil era um país sem crédito no mercado internacional. Desde o primeiro mandato de Lula o Brasil conquistou o cobiçado investment grade. No período FHC o Brasil sofreu os efeitos de 4 arrasadoras crises internacionais. No período Lula, até mesmo a chamada "mãe de todas as crises", aquela de setembro de 2008, comparada apenas à Grande Depressão Econômica de 1929, graças às reservas financeiras acumuladas pelo governo chegou aqui como "marolinha". Para outros países, ainda em fase de penosa recuperação, continua surtindo efeitos de tsunami.

"Questões de natureza pessoal e psicológica"

É de admirar que nossa sempre ciosa grande imprensa tenha passado batida a oportunidade oferecida pelo candidato demo-tucano de explicitar a curiosa semelhança. Pelo jeito, o propósito da grande imprensa era outro: potencializar em suas manchetes o desejo de José Serra: sim, é melhor começar a ver semelhança entre Lula e FHC e, em consequência, semelhança entre Lula e Serra é apenas um passo.

Como disse o candidato, "são questões de natureza pessoal e psicológica, mas carinhosa". Ah bom, ainda bem que ele explicou, porque senão a decantada similitude não encontra abrigo de natureza racional ou histórica. Psicológica, sim. Há que se abrir os olhos dos pernambucanos. Afinal, na Veneza brasileira Lula é aprovado por formidáveis 93% da população.

terça-feira, 20 de julho de 2010

DENÚNCIA: AUXÍLIO MORADIA - QUEM CONTROLA OS TRIBUNAIS DE CONTAS?

Os Tribunais de Contas, criados para fiscalizar a coisa pública, obtiveram, com a CF/88, a ampliação das suas competências, tornaram-se, portanto, mais importantes e necessários ao controle, dentre outros princípios, da moralidade pública.

No entanto, notícias como as abaixo publicadas, descredenciam esses órgãos. Quem deveria dar o exemplo, “à mulher de César não basta ser honesta, tem que parecer honesta”, mete os pés pelas mãos, e sem cerimônias se locupletam do dinheiro público.

Cabe a sociedade civil organizada, aos servidores desses órgãos, ao Ministério Público, etc., clamarem por obediência aos preceitos legais, legítimos e morais, por parte dos seus dirigentes maiores, os Conselheiros, caso contrário a extinção dos tribunais de contas estarão sempre na pauta dos legisladores.



Matéria sobre o TCE/SC publicada no Blog do Paulo Alceu


Legal, mas imoral
09-07-2010

O Tribunal de Contas do Estado responsável pelo controle dos gastos no poder público de repente se vê envolvido com pagamentos de valores que pouquíssimos brasileiros têm acesso.

Documentos confirmam que houve um pedido de revisão remuneratória beneficiando conselheiros como no caso o vice-presidente César Filomeno Fontes, incluindo auxílio moradia, no valor de R$ 805 mil. O conselheiro Salomão Ribas Jr também foi atendido no seu pedido recebendo um extra de R$ 807 mil. O ex-presidente do TC, José Carlos Pacheco, deixou o cargo com mais R$ 755 mil na conta. Valores extraordinários que provocaram um gasto nas contas públicas no total de R$ 28 milhões.

O que ocorreu? Houve uma decisão do Conselho Nacional de Justiça sobre a remuneração do auxílio moradia de 1994 a 2000 atingindo todo o Poder Judiciário e o Ministério Público. Os Tribunais de Contas estão incluídos. Ou seja, foi dentro da legalidade mesmo porque como disse o presidente do TCE, Wilson Wan Dal, se cobramos correção lá fora temos que dar o exemplo aqui dentro. Mas muitos dos conselheiros residem em Florianópolis e mesmo assim recebem auxílio moradia? A explicação é de que existe uma lei complementar que respalda esse pagamento. Não se esperava outra atitude senão emoldurada em lei, até porque estamos falando de conselheiros responsáveis por avaliações técnicas em defesa do erário. Pessoas idôneas e com uma vasta ficha como agentes públicos. Mas exige no mínimo uma revisão evitando uma espécie de banalização com o dinheiro público, pois são valores elevados beirando a imoralidade, além de pagar, sustentado por lei, auxílio moradia para quem mora na cidade. Isso é desrespeito com o trabalhador carregado de impostos, que certamente nunca terá uma lei o que favoreça desta forma.

Fonte:
Blog do Paulo Alceu


Denúncia envolvendo o TCE/SC publicada no Blog do Sergio Rubim

Documento vazado do Tribunal de Contas do Estado com pedido de Revisão Remuneratória feito por Cesar Filomeno Fontes revela um escândalo sem precedentes com dinheiro público no TCE.

Um rombo de R$ 28.234.751 milhões nas contas públicas para pagar Auxílio Moradia a todos os seus conselheiros, aposentados e pensionistas.

O conselheiro Cesar Filomeno Fontes, hoje vice-presidente do TCE, entrou, em 19 de dezembro de 2008, com um pedido de Revisão Remuneratória - Inclusão do auxílio moradia na Parcela de Equivalências.

No seu pedido de revisão encaminhado ao Tribunal de Contas do Estado - Diretoria de Administração de Finanças, o conselheiro Filomeno apresenta documentação complementar encaminhada pela Procuradoria Geral junto ao Tribunal de Contas e planilhas respectivas, com informações acerca de seu pedido de inclusão na bolada milionária.
Só para esclarecimento: Cesar Filomeno Fontes nasceu e se criou em Florianópolis e está, a exemplo dos outros conselheiros, morando na Capital, requerendo e ganhando pequena fortuna com Auxílio Moradia.
Bem, com seu pedido aprovado Cesar Filomeno Fontes abocanhou uma bolada de nada menos que R$ 805.572,98.

Já o conselheiro Salomão Ribas Junior atingiu a maravilhosa quantia de R$ 807.085,08.

O ex-presidente do TC, José Carlos Pacheco, um pouco mais humilde, ganhou apenas R$ 755.988,11

Surpreendentemente no documento o presidente do TC, Wilson Wan-Dall, aparece com a mísera quantia de R$ 5.435,26. Na coluna ao lado a quantia deR$ 2.450.014,96. Não consegui entender.

O documento recebido com exclusividade pelo CANGABLOG denuncia outros privilégios dos senhores procuradores que os coloca acima dos cidadãos comuns. Leiam o que diz o procurador Filomeno em seu pedido de isonomia: "Segundo declaração e demais documentos anexos, diferente dos Conselheiros desta Casa, o referido ex-procurador não recebeu verbas [pasmem!!!!] de 14o. e 15o. vencimentos, a majoração dos valores devidos, que agora totalizam
R$ 805.572,98"

Vejam só leitores, os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado recebem 14o. e 15o. salário. Dois salários a mais que os outros funcionários públicos. Com salários altíssimos mais essas mumunhas de fim de ano ainda não se dão por contentes e vivem procurando brechas na lesgislação para fazerem chincanas jurídicas e engordarem seus já polpudos salários.

Perguntas:
- Quem controla o Tribunal de Contas?
- Quem audita e fiscaliza este órgão que age como confraria secreta e não divulga seus gastos?
- Quem, dentro do TCE, recebe essas boladas de Auxílio Moradia?
Com certeza não são todos os funcionários do TCE.

Órgão auxiliar da Assembléia Legislativa, o Tribunal de Contas do Estado é um lugar eivado de irregularidades e atitude imorais. Examina contas de governadores e prefeitos por quem são indicados politicamente.

Não é de hoje que surgem denúncias de irregularidades, atitudes imorais e corrupção dentro do TCE. Em 1983, quando tinha o Novo jornal, eu mesmo denunciei aposentadorias fraudulentas dentro do famigerado tribunal. A grande imprensa sempre encobriu tais fatos protegendo seus protagonistas.

Bens inserviveis
Além desta escandalosa auto-doação ilegal de Auxílio Moradia, uma série de irregularides se cometem ali dentro. Uma delas é a doação de Bens Inservíveis (móveis, computadores, equipamentos e até automóveis) para entidades ligadas à Lojas Maçônicas.

Bens Inservíveis devem ir direto para a Secretaria de Administração que lhes dará uma destinação. Esta é a forma legal. Mas parece que o TCE prefere fazer de outra forma favorecendo seus irmãos.

http://cangarubim.blogspot.com/

Fonte:
Blog do Sergio Rubim



Documento vazado do Tribunal de Contas do Estado com pedido de Revisão Remuneratória feito por Cesar Filomeno Fontes revela um escândalo sem precedentes com dinheiro público no TCE.

Um rombo de R$ 28.234.751 milhões nas contas públicas para pagar Auxílio Moradia a todos os seus conselheiros, aposentados e pensionistas.

O conselheiro
Cesar Filomeno Fontes, hoje vice-presidente do TCE, entrou, em 19 de dezembro de 2008, com um pedido de Revisão Remuneratória - Inclusão do auxílio moradia na Parcela de Equivalências.

No seu pedido de revisão encaminhado ao
Tribunal de Contas do Estado - Diretoria de Administração de Finanças, o conselheiro Filomeno apresenta documentação complementar encaminhada pela Procuradoria Geral junto ao Tribunal de Contas e planilhas respectivas, com informações acerca de seu pedido de inclusão na bolada milionária.

Só para esclarecimento: Cesar Filomeno Fontes nasceu e se criou em Florianópolis e está, a exemplo dos outros conselheiros, morando na Capital, requerendo e ganhando pequena fortuna com Auxílio Moradia.

Bem, com seu pedido aprovado Cesar Filomeno Fontes abocanhou uma bolada de nada menos que R$ 805.572,98.

Já o conselheiro Salomão Ribas Junior atingiu a maravilhosa quantia de R$ 807.085,08.
O ex-presidente do TC, José Carlos Pacheco, um pouco mais humilde, ganhou apenas R$ 755.988,11

Surpreendentemente no documento o presidente do TC, Wilson Wan-Dall, aparece com a mísera quantia de R$ 5.435,26. Na coluna ao lado a quantia de R$ 2.450.014,96. Não consegui entender.

O documento recebido com exclusividade pelo CANGABLOG denuncia outros privilégios dos senhores procuradores que os coloca acima dos cidadãos comuns. Leiam o que diz o procurador Filomeno em seu pedido de isonomia:

"Segundo declaração e demais documentos anexos, diferente dos Conselheiros desta Casa, o referido ex-procurador não recebeu verbas (pasmem!!!!) de 140 e 150 vencimentos, a majoração dos valores devidos, que agora totalizam
R$ 805.572,98"

Vejam só leitores, os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado recebem 140 e 150 salário. Dois salários a mais que os outros funcionários públicos. Com salários altíssimos mais essas mumunhas de fim de ano ainda não se dão por contentes e vivem procurando brechas na lesgislação para fazerem chincanas jurídicas e engordarem seus já polpudos salários.

Perguntas:
Quem controla o Tribunal de Contas? Quem audita e fiscaliza este órgão que age como confraria secreta e não divulga seus gastos? Quem, dentro do TCE, recebe essas boladas de Auxílio Moradia? Com certeza não são todos os funcionários do TCE.

Órgão auxiliar da Assembléia Legislativa, o Tribunal de Contas do Estado é um lugar eivado de irregularidades e atitude imorais. Examina contas de governadores e prefeitos por quem são indicados politicamente.

Não é de hoje que surgem denúncias de irregularidades, atitudes imorais e corrupção dentro do TCE. Em 1983, quando tinha o Novo jornal, eu mesmo denunciei aposentadorias fraudulentas dentro do famigerado tribunal. A grande imprensa sempre encobriu tais fatos protegendo seus protagonistas.

Bens inserviveis
Além desta escandalosa auto-doação ilegal de Auxílio Moradia, uma série de irregularides se cometem ali dentro. Uma delas é a doação de Bens Inservíveis (móveis, computadores, equipamentos e até automóveis) para entidades ligadas à Lojas Maçônicas.
Bens Inservíveis devem ir direto para a Secretaria de Administração que lhes dará uma destinação. Esta é a forma legal. Mas parece que o TCE prefere fazer de outra forma favorecendo seus
irmãos.
Fonte:
Blog do Sergio Rubim