LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

segunda-feira, 3 de março de 2014

SERIA A DEPRESSÃO O RESULTADO DE UMA INFLAMAÇÃO CRÔNICA SUB CLÍNICA? MAS, É SÓ ISSO?


Via facebook do Dr. Carlos Bayma

J. Mercola, MD

A noção de que a inflamação em seu intestino poderia estar ligada aos seus sintomas de depressão pode soar exagerado, mas na verdade faz todo o sentido quando você entende a conexão entre seu cérebro e seu trato digestivo.

Talvez o exemplo mais simples seja aquele um frio na barriga quando você está nervoso, assim, seus pensamentos, o cérebro, ou seja, estão enviando sinais para seu intestino.

Mas outra rota de conexão é via de baixo grau de inflamação, que é um fator importante e que contribui para inúmeras doenças frequentemente ao lado de depressão, e pode, de fato, ser a manifestação de seus sintomas depressivos.

Depressão é o resultado de uma inflamação crônica?

Uma revisão recente indicou vários mecanismos pelos quais a inflamação gastrointestinal pode desempenhar um papel crítico no desenvolvimento de depressão. 

Entre eles:

1- A depressão é frequentemente encontrada ao lado de inflamações gastrointestinais e doenças autoimunes, bem como com as doenças cardiovasculares, doenças neurodegenerativas, diabetes tipo 2 e também o cancro, em que a inflamação de baixo grau crônica contribui significativamente. Assim, os pesquisadores sugerem que "a depressão pode ser uma manifestação neuropsiquiátrica de uma síndrome inflamatória crônica."

2- A pesquisa sugere que a principal causa da inflamação pode ser disfunção do seu intestino é literalmente o seu segundo cérebro "EIXO DO INTESTINO-CÉREBRO." Criado a partir do tecido idêntico ao cérebro durante a gestação - contém grandes quantidades do neurotransmissor serotonina, que está associado com o controle do humor. É importante entender que as bactérias do seu intestino são parte ativa e integrada de seu corpo e, como tal, são fortemente dependentes da sua dieta e vulnerável para ao seu estilo de vida. Se você consumir uma grande quantidade de alimentos processados e bebidas açucaradas, por exemplo, as bactérias do intestino são as mais agredidas vai ser porque os alimentos processados em geral destroem a microflora saudável e também açúcares de todos os tipos alimentam as bactérias ruins e leveduras, bem como promovendo uma sistêmica inflamação.

3- Um número crescente de estudos clínicos tem demonstrado que o tratamento da inflamação gastrointestinal com probióticos, vitamina B, vitamina D e gorduras ômega-3 também pode melhorar os sintomas de depressão e qualidade de vida, atenuando estímulo pró-inflamatório para o seu cérebro.

O que isso tudo vem comprovar é que a inflamação crônica em um corpo, perturba o funcionamento normal de muitos organismos vivos, e pode causar estragos em seu cérebro. Mas parece que a inflamação pode ser mais do que apenas mais um fator de risco para depressão; pode de fato ser, o fator de risco que fundamenta todos os outros.

Embora essa avaliação refira-se a depressão pós-parto, a resposta inflamatória é a mesma no seu impacto em todas as formas de depressão.

http://search.mercola.com/search/pages/results.aspx?k=inflammation+depression

Postar um comentário