LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Hollande, Bush e Kennedy. Isso é que é vitória apertada ! A menos que o PiG considere o atentado que matou Kennedy um terceiro turno …​





De amiga navegante na França:


Acabo de conferir: o score das eleições francesas de 2012 foi praticamente o mesmo do Brasil – Hollande 51,6 X Sarkozy 48,4.
E NINGUÉM, nem a extrema direita da Marine Le Pen, evocou em nenhum momento qualquer ideia de ilegitimidade, divisão do país ao meio ou Golpe que o valha.

Se os corneteiros do 3º turno e do impeachment ignoram o resultado na França, talvez valha a pena recorrer a dois exemplos da história de eleições americanas, já que de lá, dos Estados Unidos, provêm as ideias “originais” que lustram a Colônia.

Em 1960, o Presidente John Kennedy derrotou Richard Nixon por 113 mil votos, ou seja, 0,1% de diferença.

O que deu a ele a vitória por 303 votos no Colégio Eleitoral, a menor diferença da historia americana, até então.

Como sabem os colonizados, a eleição americana é INDIRETA …

Ganha quem tem maioria no Colégio Eleitoral.

Ganhar nos Estados Unidos significa levar para o Colégio Eleitoral o número de votos que corresponde a cada Estado em que o candidato obtiver maioria.

Como os Estados têm números diferentes de votos no Colégio Eleitoral, teoricamente um presidente pode se eleger no Colégio Eleitoral e perder na contagem total de votos.

E muita gente diz que Kennedy só ganhou porque seu candidato a vice e sucessor, Lyndon Johnson, trocou umas urnas no Texas, onde mandava.

Mas, ninguém falou em terceiro turno.

A menos que os colonizados colonistas (no ABC do C Af) considerem o atentado que matou Kennedy em Dallas um terceiro turno …

Em 2000, George W. Bush ganhou na Florida com uma vantagem de 0,5%.

Houve uma grande confusão na apuração – nos Estados Unidos a urna eletrônica não é universal, o tipo de urna varia de condado para condado – e se realizaram duas recontagens.

Numa, Bush ganhou na Flórida com 493 votos.

Na outra, Al Gore obteve 60 votos de vantagem.

Houve um impasse jurídico, a questão foi parar na Suprema Corte e Bush ganhou por 5 a 4.

Numa decisão que muitos consideram a “mais roubada” da História americana com o voto político de dois juízes da Suprema Corte mega-conservadores, escolhidos “republicanamente”: Antonin Scalia e Clarence Thomas.

No Colégio Eleitoral a vitória de Bush também foi “apertadíssima”: 271 a 266.

E ninguém jamais falou em terceiro turno ou impeachment por causa da vitória apertada e, nesse caso, no tapetão.

Ganhou, leva !

Al Gore foi o primeiro a respeitar a decisão da Suprema Corte e a dar parabéns ao vencedor.

Bush foi reeleito, como se sabe.

Como diz a Presidenta Dilma: na Democracia, governa quem tem a maioria.

E ela conquistou a maioria.

Pode ser 50% mais um …

E ela ganhou por 52 a 48.

Para desespero dos corneteiros que incham a folha de pagamentos da Globo e do Globo.


Em tempo: e como diz aquele amigo navegante: quero ver a Globo dar o Golpe com a vitória que ela obteve no Rio, Minas em todo o nordeste “bovino”.

Em tempo 2: como se sabe, Dilma ganhou de 52% a 48%, e com uma vantagem de 3 milhões e 500 mil votos na frente.

Postar um comentário