LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Eles vão mesmo emigrar para Miami?

Os ''emigrantes''

Por Fernando Castilho, via Análise e Opinião

A coluna de Mônica Bergamo esta semana na Folha notícia que descontentes da classe alta ''desistem do Brasil'' rumo a Miami. 

Paulo Nogueira no Diário do Centro do Mundo, com muita propriedade dá a primeira dica de como entender o texto de Bergamo:

''Tenho um certo problema com textos como o de Mônica, que não quantificam as coisas e apontam tendências com base em nada.

Um recurso clássico de jornalistas sem estatísticas é este: “Cresce o número de”.''

É verdade. Não há estatísticas ou fontes para o que a colunista afirma.

Não há também explicação de como Mônica chegou a essa família.

Vamos analisar o texto. (continue a ler)

A designer Malu Guerra, 48, seu marido, o consultor José Arnaldo Navarro, 52, e os filhos, Caio, 9, e Isadora, 7, começaram a se despedir do Brasil. Vão morar em Weston, subúrbio chique de Miami, a partir de 15 de dezembro.

À primeira vista, a notícia parece verdadeira, mas uma simples pesquisa no site da Embaixada dos Estados Unidos já dá uma noção de quais são as restrições e exigências para uma imigração para aquele país. E elas são muitas. 

A família não se enquadra no perfil requerido pelos americanos para imigração

O blogueiro não crê que o casal largue tudo numa aventura como imigrantes ilegais. O perfil deles não se encaixa nessa possibilidade.

Em caso de terem conseguido o visto legalmente, fica claro que não foi agora, após as eleições, que deram entrada no pedido, uma vez que o trâmite é demorado pois há muita papelada a ser analisada, além de investigação sobre as informações prestadas, por parte da Imigração.

Além disso tudo, temos que lembrar que eles dizem que já conseguiram uma residência, fato que demonstra que já deviam estar procurando onde morar, já há algum tempo.

Ainda, em caso de terem conseguido o visto, será que suas atividades poderiam continuar a ser exercidas a partir dos Estados Unidos?

Malu Guerra é proprietária de um escritório de design gráfico. Até poderia continuar exercendo sua profissão, desde que deixasse alguém no comando em São Paulo. O resto, com a internet é possível.

Já José Arnaldo, por ser consultor (e não está esclarecido se tem escritório de consultoria ou se é autônomo), penso que necessariamente teria que se deslocar pelo menos algumas vezes por mês para o Brasil, visto que sua atividade pressupõe contato com clientes.

Por todo o analisado, o blogueiro é de opinião que se for verdade que a família está de mudança para Miami e não para uma cidade do interior paulista, isso não está se dando só porque Dilma foi reeleita, como pretende Mônica Bergamo, que talvez tenha comprado o peixe sem ter cheirado antes. A mudança de ares está programada pelo menos desde o início do ano.

Em caso de ser verdadeira a mudança para Miami, restam algumas considerações.
A viagem a turismo, quase que para qualquer lugar do mundo, é das melhores coisas que um ser humano pode fazer. O blogueiro adora.

A emigração para um país é coisa totalmente diferente. Ao invés de passear, você vai ter que trabalhar, interagir com outros cidadãos diferentes de você, encarar o dia a dia, a competição, as leis, os costumes, as contas, os impostos, enfim, tudo aquilo que não fez enquanto turista.

E também vai ter que encarar as mazelas.

Sabemos que Miami possui 30% de sua população vivendo abaixo da linha da pobreza, e que 80% da população é latina, leia aqui e também aqui o que certamente para quem quer fugir do Brasil e viver numa cidade que representa o sonho americano, deve ser um horror.

O pesadelo americano

Sabemos também que em Miami há a famosa máfia cubana, motivo de insegurança na cidade, o que também deve ser motivo de preocupação para quem quer fugir da violência em São Paulo.


Então o que se pode concluir é que o casal Malu e José podem ser apenas uma dupla de mentirosos aproveitando sua coxinhice para depositar nas costas de Dilma Rousseff a responsabilidade de uma decisão tomada há mais tempo, ou se estiverem partindo, motivados pelo impulso que Lobão não teve coragem de assumir, quebrarão a cara e retornarão muito em breve ao país.

Al Pacino em Scarface
Postar um comentário