LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

O mundo “limpinho” da Flórida proíbe até caridade

abbot

Do Facebook de Nilson Lage:
“Eis o mundo com que sonha a elite (!) brasileira.
Ele existe, está ali, ao alcance de todos que levem para lá o dinheiro que ganham aqui, Deus sabe como.
Em Fort Lauderdale, Flórida, sonho de consumo de todo imbecil rico e semi-analfabeto do Brasil, a limpeza social é tão intensa que é proibido dar comida a moradores de rua.
Mantém-se, assim, a aparência diferenciada da massa cheirosa.
Um senhor de 90 anos desafiou essa medida higiênica e ficará preso 60 dias.
Lage se refere à matéria do jornal O Dia, do Rio de Janeiro, onde é relatada a prisão de  Arnold Abbot, um veterano da 2a. Guerra Mundial que mantem há anos uma atividade de caridade que consiste em dar refeições a pessoas muito pobres da cidade. E nem sequer se poderia alegar sujeira ou interrupção de via pública: vê se nos vídeos do episodio algo bem modesto e organizado.
Abbot e dois pastores foram soltos após pagarem fiança e vão responder a processo.
Leia e veja como a ideia de varrer os pobres para longe não é uma exclusividade da elite brasileira que, aliás, acha a Flórida o máximo.

Idoso de 90 anos é detido por dar comida a moradores de rua na Flórida

“A boa ação de um idoso de 90 anos não foi bem vista por policiais na Flórida, EUA. O homem foi detido e pode ficar até 60 dias na prisão por alimentar moradores de rua em Fort Lauderdale. Uma polêmica nova lei da cidade proíbe grupos humanitários de compartilhar suas refeições com o público, o que pode gerar ainda uma multa de até R$ 1.250.
Arnold Abbott foi preso por policiais enquanto distribuía comida para moradores de rua em uma parque, no último domingo. O idoso foi detido e acusado junto com dois pastores da Igreja Santuário, que preparam refeições para repartir com os menos favorecidos todas as semanas em sua cozinha. As pessoas que viram a cena ficaram indignadas e reagiram gritando “vergonha” e outros xingamentos.
A nova lei entrou em vigor na última semana. Pelas regras os grupos humanitários devem ficar pelo menos a 500 metros de distância de propriedades e locais com alimentos. Instituições de caridade têm criticado as regras como uma forma de fazer limpeza social.
De acordo com o prefeito da cidade, Jack Seiler, esta medida é para que desabrigados não se acomodem e fiquem na rua, já que eles não se preocupariam em se alimentar. Recentemente, a cidade de Fort Lauderdale também aprovou uma lei limitando o armazenamento de bens pessoais em público.
Não duvido que aqui, com uma mentalidade destas, até a Irmã Zoé, famosa por sua obra de caridade do Dispensário dos Pobres, teria ido em cana…
Postar um comentário