LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Governo anuncia expansão do Mais Médicos


Por Mariana Zoccoli, via Agência PT de Notícias

Ministério da Saúde anunciou, nesta quinta-feira (15), um novo edital para o Mais Médicos. De acordo com a pasta, a expansão do programa servirá para ampliar o atendimento nas unidades básicas de saúde em 424 municípios que ainda não aderiram ao programa.

A previsão do Ministério da Saúde é que o número de cidades atendidas pelo Mais Médicos chegue a 4.209 dos 5.570 municípios brasileiros, caso todas as 424 prefeituras decidam participar do programa.

Além disso, a expectativa do governo federal é ampliar ainda mais o atendimento médico em 1.076 cidades que aderiram anteriormente ao programa.

“Essa etapa de ampliação do Programa fortalece e qualifica a Atenção Básica no nosso país”, afirmou o ministro da Saúde, Arthur Chioro, em coletiva para anunciar o edital.

Segundo Chioro, esta etapa do programa deverá priorizar municípios com 20% da população em extrema pobreza, cidades no semiárido, vales do Jequitinhonha, Mucuri e Ribeira, além de periferias e cidades com baixo índice de desenvolvimento humano.

Criado pelo governo federal em 2013, o Mais Médicos conta, atualmente, com 14.462 profissionais que atendem pelo programa em 3.785 municípios e em 34 distritos indígenas. Dos médicos que fazem parte do programa, 1.846 são brasileiros formados no País, 1.187 formados no exterior entre estrangeiros e brasileiros e 11.429 cubanos.

De acordo com o edital, as 424 cidades que ainda não participam do programa poderão efetuar inscrição no sistema entre os dias 16 e 29 desde mês e manifestar interesse em participar da nova fase do Mais Médicos.

Os médicos interessados em aderir ao programa também poderão fazer a inscrição no mesmo período citado. Na atual seleção, os médicos terão três oportunidades para escolher o município onde desejam atuar. Data e horário de inscrição do profissional não serão considerados critérios de seleção.

Para classificação do médico na concorrência, o Ministério da Saúde estabeleceu algumas regras. Em primeiro lugar, título de especialista em Medicina de Família e Comunidade e em segundo, experiência comprovada na Estratégia Saúde da Família. Em seguida, ter participado do Programa de Educação pelo Trabalho ou do Vivências e Estágios da Realidade do SUS ou do Programa Universidade para Todos (Prouni) o do Financiamento Estudantil (Fies).

“Deixamos para livre escolha do médico brasileiro se ele quer acessar a oferta de benefícios do Provab ou do Mais Médicos 2015″, explicou Chioro.

Caso as vagas não sejam preenchidas por brasileiros formados no País, no dia 10 de abril será aberto edital aos brasileiros que se formaram no exterior. Se houver alguma vaga remanescente, a oportunidade aos médicos estrangeiros será aberta no dia 5 de maio.
Postar um comentário