LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

terça-feira, 31 de março de 2015

Os terroristas estão entre nós


Por Carlos Motta, em seu blog

Em menos de 15 dias, duas bombas foram lançadas em diretórios do PT, uma em Jundiaí e a outra em São Paulo.

O efeito dos petardos, por enquanto, é mais simbólico que material.

Mostra que a extrema-direita, os fascistas, estão vivos, cada vez menos escondidos, cada vez mais abusados e violentos.

Agora não mais se contentam em escrever mensagens de ódio nas redes sociais e carregar faixas infames nos protestos de que participam.


Partem para o terrorismo.

Mostram o que são - bandidos, criminosos.

São uma ameaça a mais para a jovem democracia brasileira.

A ideologia que defendem é a da intolerância, do preconceito, do atraso - da lei das selvas.

O Estado não pode permitir que tais facínoras proliferem, sob o risco de, amanhã, se curvar à sua vontade.

E, caso isso ocorra, ver a sua autoridade sucumbir e a sua própria existência ser ameaçada. 

Jogar bombas em adversários políticos é um ato terrorista, a antítese da civilização.

O Brasil de hoje comporta e aceita, perfeitamente, opiniões diversas.

Sua sociedade, felizmente, é plural em seus gostos, preferências e hábitos.

E isso, por si só, deveria ser suficiente para a existência do contraditório e do plural.  

Qualquer outro tipo de manifestação, com tantos instrumentos legais à disposição dos cidadãos, tem de ser visto como um ato criminoso.

E, como os próprios porta-vozes desses grupelhos vocalizam, lugar de criminoso é na cadeia.
Postar um comentário