LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

quarta-feira, 18 de março de 2015

#VergonhaAlheia A falta de educação dos “manifestantes” bate até em Paulo Freire

paulo freire impeachment cartaz protesto

Via blog do Luiz Müller

Além de cartazes e palavras de ordem que não expressavam nada, além de ódio e pregação da violência, várias faixas, impressas com a mesma forma e o mesmo texto, pediam o fim da “doutrinação marxista” (sic) de Paulo Freire. Um dos maiores pedagogos da história da humanidade, brasileiro, sendo enxovalhado em praça pública pela turma de ricos brancos e seus comparsas idiotizados pela mídia. Este foi o nível da manifestação de domingo. Levam o Brasil a passar vergonha no mundo todo. Até a ONU se manifestou contra. Vai artigo do Blog Pragmatismo Politico

ONU RESPONDE MANIFESTANTES QUE PEDIRAM “BASTA DE PAULO FREIRE”

A resposta da ONU aos manifestantes que levaram para o protesto anti-Dilma uma faixa com os dizeres: ‘basta de Paulo Freire’
Sobrou até para o falecido educador Paulo Freire nas manifestações de domingo (reprodução)
Brasil Post
Em meio a uma coleção de faixas estapafúrdias que ilustraram uma parte dos protestos contra a presidente Dilma Rousseff (PT) neste domingo (15), uma chamou a atenção: “Chega de doutrinação marxista. Basta de Paulo Freire”.
Para quem não sabe, o pernambucano Paulo Freire foi um educador e filósofo brasileiro e que possui influência na educação não só no Brasil, mas em todo o mundo, tendo sido homenageado por instituições como Harvard, Cambridge e Oxford. Desde 2012, ele é considerado o Patrono da Educação Brasileira.
Conhecido pela sua ‘pedagogia da libertação’, a qual estava relacionada a uma visão marxista do Terceiro Mundo, Freire foi preso durante a ditadura militar e teve a publicação de algumas de suas obras barrada pelo regime que durou 21 anos (entre 1964 e 1985) no Brasil.
A ONU aproveitou a rejeição de parte dos manifestantes deste domingo às contribuições de Freire para publicar, em sua página do Facebook, uma frase conhecida do educador [imagem abaixo]. E ela elucida bem o que ele dizia com a educação ser “um ato político”.
onu paulo freire impeachment dilma
No Twitter, outras frases famosas de Freire também apareceram por meio de outras pessoas que não resumem as contribuições dele ao maniqueísmo da esquerda contra a direita, ou do capitalismo contra o comunismo.
“Quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser o opressor – Paulo Freire”, escreveu um internauta.
“A humildade nos ajuda a reconhecer esta coisa óbvia: ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo. Todos sabemos algo: todos ignoramos algo”, lembrou outro.
Paulo Freire morreu em 2 de maio de 1997 aos 75 anos, mas sua obra não foi esquecida, seja por quem o aprecia, seja por quem não o suporta.
Em resposta aos canalhas fascistas e aos capachos da rica classe branca que saíram as ruas no domingo, deixo aqui 

Obra completa de Paulo Freire para Download


Acervo digital disponibiliza toda a obra de Paulo Freire. Estão disponíveis para download gratuito vídeos de aulas, conferências, palestras, entrevistas, artigos e livros do educador
paulo freire obra download
O Centro de Referência Paulo Freire, dedicado a preservar e divulgar a memória e o legado do educador, disponibiliza vídeos das aulas, conferências, palestras e entrevistas que ele deu em vida. A proposta tem como objetivo aumentar o acesso de pessoas interessadas na vida, obra e legado de Paulo Freire.
Para os interessados em aprofundar os ensinamentos freirianos, o Centro de Referência também disponibiliza artigos e livros que podem ser baixados gratuitamente.

Educação como liberdade

Internacionalmente respeitado, os livros do educador foram traduzidos em mais de 20 línguas. No Brasil, tornou-se um clássico, obrigatório para qualquer estudante de pedagogia ou pesquisador em educação. Detentor de pelo menos 40 títulos honoris causa (concedidos por universidades a pessoas consideradas notáveis), Freire recebeu prêmios como Educação para a Paz (Nações Unidas, 1986) e Educador dos Continentes (Organização dos Estados Americanos, 1992).
“Defendo a educação desocultadora de verdades. Educando e educadores funcionando como sujeitos para desvendar o mundo”, dizia Freire. A educação como prática da liberdade, defendida por ele, enxerga o educando como sujeito da história, tendo o diálogo e a troca como traço essencial no desenvolvimento da consciência crítica.
Clique aqui para acessar o acervo Paulo Freire
Postar um comentário