LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

sábado, 11 de abril de 2015

Há no Brasil ilhas de poder, com um juiz de Curitiba no centro


Por André Motta Araújo, via Jornal GGN
O Brasil resiste a um poder fragmentado?
Um País continental, com 210 milhões de habitantes, pode ser governado sem um poder central? A história não registra essa hipótese. Nossa história, como o da maioria dos grandes países, foi construída a partir de um centro, de um comando hierárquico definido, com períodos bons ou ruins, mas sempre com um centro de poder. A centralidade do poder independe do modelo do regime. Ditadura ou democracia precisam de um comando. 
Hoje um juiz de 1ª instância governa o país, atuando de Norte a Sul, faz o que bem entender, quebra empresas, prende pessoas em qualquer lugar, incontrastável, por acovardamento do centro de poder. Todos morrem de medo.
Ninguém reage? Parece que não. Hoje o Poder no Brasil está em Curitiba, não em Brasília. Quando o Supremo Tribunal desafiou o Marechal Floriano, este ameaçou fechar o Supremo.
Os países sobrevivem a guerras, crises econômicas, cataclismas sociais, mas sucumbem sem um centro de Poder. Os que deveriam liderar a Nação tem medo da mídia, não enfrentam. Há no Brasil ilhas de poder, e o País se esfacela.
Se o poder central não enfrentar as corporações, vamos virar uma nova Síria. O PT será responsabilizado perante a Nação ao permitir o surgimento de forças sem controle que mandam no País. O preço será infinitamente mais alto que cem vezes uma Lava Jato.
Alguém imaginou um juiz de Kansas City fechar a Boeing, a Halliburton, a Lockheed, a Exxon? É impensável. Na crise de 2008, provocada pela corrupção do sistema financeiro, nenhum juiz deu opinião. O poder central resolveu a crise, com providências e ações destinadas a resolver a situação, não se invocou o Judiciário.
Será que o Brasil enlouqueceu, perdeu a bússola? A Globo e um juiz hoje governam o País.
Os que construíram o espetacular Terminal 3 do Aeroporto de Guarulhos e o lindo Aeroporto de Brasília estão presos.
Os que os prenderam nunca construíram uma churrasqueira no quintal.
Postar um comentário