LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

domingo, 17 de maio de 2015

UM RISCO QUE RONDA O PT


Por Breno Altman, em seu blog
Não é verdade, ao contrário do que muitos afirmam, de que o problema do PT é estar disposto a fazer qualquer coisa por eventual projeto de poder.
Qual partido do mundo, com projeto de poder, deixa de operar como sua máxima prioridade a mudança estrutural do sistema judiciário, dos aparatos policiais e de inteligência, das forças armadas, dos meios de comunicação?
Qual partido com projeto de poder se verga diante de um conceito mamão-com-açúcar como o de “republicanismo”, renunciando à tentativa de reforma radical das instituições por conta de sua fantasiosa neutralidade?
O PT tem e sempre teve projeto de governo, o que é outra coisa: um compromisso de melhorar profundamente as condições de vida e trabalho dos mais pobres, dos trabalhadores, defendendo a democracia e respeitando a Constituição.
Como qualquer força política que se preze, não quer deixar de ser governo. Mas isso é muito diferente de ter um projeto de poder. Ou de hegemonia, o que dá no mesmo.
Partidos burgueses não têm problemas por apresentarem apenas projeto de governo. Afinal, atuam nos marcos do Estado e das instituições moldados por sua classe, estão alinhados com estes fundamentos e não pretendem transformar a sociedade. Jogam o jogo dentro de limites pré-estabelecidos, pois comungam todos a mesma ordem das coisas.
Mas agremiações de esquerda, se não têm projeto de poder, fenecem ou se adaptam à hegemonia das velhas classes dominantes, domesticando-se.
Isso foi o que ocorreu com a social-democracia europeia.
Esse é o risco que ronda o PT.
Postar um comentário