LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

quarta-feira, 10 de junho de 2015

"Os países desenvolvidos ficam com a droga e o dinheiro; enquanto os pobres ficam com os mortos e as armas."

Presidencia de la República del Ecuador

Via Carta Maior

Em discurso, [em abril de 2015] Kirchner abordou temas polêmicos da política latino-americana de um ponto de vista que não estamos acostumados a ver na velha mídia.

A Presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, aproveitou a sua última participação como presidenta em Cúpulas das Américas para realizar um duro discurso. 

Adotando claras posições à esquerda, a mandatária apontou as inúmeras contradições recorrentes no combate ao narcotráfico, assim como saudou a luta do povo cubano como sendo triunfante. Cristina observou a aproximação entre Cuba e Estados Unidos por um ângulo distinto daqueles que os jornais noticiaram: foi enfática ao dizer que a presença de Cuba no encontro era fruto da luta e da resistência do povo cubano, liderada por revolucionários que segundo ela não traíram a luta contra o embargo econômico imposto pelos EUA ainda na década de 60.  Cristina, em postura similar a Chavez ou Néstor, apontou para os EUA e não teve dúvidas ao indicar que o problema do narcotráfico na América Latina está fundamentalmente baseado no financiamento dos cartéis e na lavagem do dinheiro oriundo do narcotráfico. Segundo a mandatária, somente se estes pontos forem abordados o problema da droga poderá ser resolvido. Ainda pôde criticar o recente decreto de Obama sobre a suposta ameaça aos EUA representada pela Venezuela. Pedindo sinceridade aos mandatários e mandatárias presentes, Cristina foi feliz em expôr uma América Latina insubmissa e comprometida com a integração e com a diminuição das desigualdades.  

Legendado por Akira Pinto Medeiros

Discurso da Presidenta da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, na VII Cúpula das Américas, realizada no Panamá. 

Postar um comentário