LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

sexta-feira, 3 de julho de 2015

“Não represento quem aplaude Feliciano, Bolsonaro e Cunha”, diz nadadora Joanna Maranhão


Em vídeo, a atleta, que representará Brasil nos Jogos Pan-Americanos, se diz contra redução da maioridade penal e critica manobras “criminosas” de Eduardo Cunha para aprovar matéria: “Vou fazer um outro vídeo daqui a uns dez, quinze anos, para perguntar a vocês se essa medida de hoje resolveu alguma coisa. Tenho certeza que não”

A nadadora pernambucana Joanna Maranhão, que representará o Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Toronto neste mês, desabafou em seu Facebook sobre a aprovação da redução da maioridade penal na Câmara dos Deputados e as manobras de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para passar a matéria. Em vídeo postado em seu perfil pessoal nesta quinta-feira (2), ela se diz contra a medida e afirma: “Vou defender o meu país, mas não vou estar representando essas pessoas que batem palma para Feliciano, Bolsonaro, Eduardo Cunha, Malafaia. Não são vocês que estou representando. A torcida de vocês não faço questão nenhuma de ter.”

“Hoje acordei para trabalhar, para treinar, porque o Pan-Americano está chegando aí e estou indo representar o Brasil pela quarta vez. Mas não consigo simplesmente dissociar a representatividade de eu estar vestindo a camisa e a bandeira do Brasil em um evento da América e a política do meu país – acho que são coisas entrelaçadas. Já é a segunda vez que amanheço e tomo conhecimento dessas manobras criminosas que Eduardo Cunha tem feito no Congresso, e sinto um desgosto muito grande”, considerou Maranhão.

A nadadora ainda questionou a efetividade da redução da maioridade penal. “Vou fazer um outro vídeo daqui a uns dez, quinze anos, para perguntar a vocês se essa medida de hoje, de redução da maioridade penal, resolveu alguma coisa. Tenho certeza que não”, finalizou.

Assista:



No Fórum e no Contexto Livre
Postar um comentário