LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

O PT e a carta sobre cegos, endereçada àqueles que enxergam




Por Paulo Cavalcanti, em seu blog

Meus Caros Amigos,

Quero aqui, sem muitas "analogias" abordar, três fatos que julgo, assim digamos, como dizia o velho treinador de futebol, Mário Jorge Lobo Zagalo,: "muito exxtranho, muito exxtranho" - no seu jeito peculiar de falar.


  1. Quarta-feira (05/08): Aloyzio Mercadante (PT) e ministro chefe da Casa Civil, propõe, um "acordo supra partidário", com o PSDB, elogiando a vivência administrativa dos tucanos, e chamando-os à governabilidade conjunta - Mercadante reconhece erros do governo, elogia PSDB e propõe 'acordo suprapartidário' leia AQUI
  2. Sexta-feira (07/08): O jornal O Globo, publica um editorial, criticando duramente o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), e oferece "sustentação"  - ao governo da presidente Dilma -Em editorial surpreendente, Globo acusa PSDB de inconsequente e pede esforço pela governabilidade de Dilma - leiaAQUI
  3. Sábado (80/08) - A revista Veja, desiste do golpe, e pede não ao impeachment -"Razões contra o impeachment" - leia AQUI
O que aconteceu nesta semana?

Petistas empedernidos, foram pegos de surpresa, eu aquele elemento, "especialista em nada" - cheguei à conclusão de que, literalmente, levamos uma bolada nas costas.

Alinhavando os fatos, tirando a prova dos nove, me pergunto: o que levou Aloyzio Mercadante, do alto de sua empáfia que é parte de seu DNA, a sair de sua letargia que o acompanha, desde que assumiu o cargo de ministro chefe da Casa Civil, chegar com as calças arriadas, propondo um armistício?  E o pior, elogiando o PSDB, cuja única bandeira apresentada até agora, foi dar um golpe, uma vez que não reconheceu os resultados das urnas até hoje!!!!

No dia, seguinte, ninguém menos que a Globo, escreve um editorial, como se nada tivesse acontecido de anormal até aqui, e novamente, assume seu papel de "protagonista" do poder.  Qual foi a negociação?  Qual foi o preço? Afinal,  não existe almoço grátis!!!  Será que Dilma sucumbiu à divida de impostos sonegados pela emissora?  Ou será que o governo federal, e seu ministro da Casa Civil, agora viraram aliados da família Marinho e aqueles velhos 95% de verbas publicitárias, irão irrigar novamente os cofres falidos da velha "vênus platinada", como era chamada nos anos dourados a emissora?

De quebra, no sábado, a revista Veja, também desembarca do impeachmant e ameniza seu veneno semanal, e me vem com um matéria, do Roberto Pompeu de Toledo, que era chamado por Roberto Civita de "príncipe do colunismo brasileiro" intitulado "Razões contra o impeachment", onde faz uma defesa velada à sustentação de Dilma no governo......Aí tem meus camaradas!!!

Inegavelmente, está sendo muito difícil, para a elite brasileira, e parte das elites internacionais, suportar o PT no comando do Brasil, e há um movimento claro de apear o partido, e se livrar de seu projeto de pelo menos 20 anos no poder.  Mas, quanto custou essa movimentação toda, desta semana?  Você sabe?  Nem eu!!!!

Hora da auto-crítica e correção de rumos

O PT, pagou o preço por acreditar que operaria um sistema, que foi utilizado pela elite deste país, durante 5 séculos, e tiraria de letra.  Subestimou a experiência do inimigo, numa seara pantanosa, cujo mais imbecil dos operadores, montava e desmontava um relógio no escuro, com uma luva de box nas duas mãos.

Um outro erro grave, foi o que comentou um amigo meu, na semana passada, dando conta de que, os movimentos sociais, foram praticamente desmontados, pois suas lideranças, foram todas para a máquina do governo, uma vez, que no entender dessas lideranças, era humilhante, ter ajudado a eleger o governo do PT, ser petista, e não estar no governo.  Resultado, nas horas de crises institucionais como essa, onde estão os movimentos? Órfãos de pai e mãe, e suas lideranças, todas nos gabinetes, dentro da burocracia de uma máquina ordinária e perdulária, que em nada contribui para organizar as massas.

Papel de Lula, candidato em 2018

Me pergunto:  Até onde, Lula participou disso tudo?  Será que foi atropelado pelos fatos?  Com a anuência de quem, Aloysio Mercadante operou essa movimentação?  Até aqui isso tudo só se assemelha de fato, a uma bolada nas costas do próprio Lula. Sem precipitações, esperamos ver tudo isso esclarecido, uma vez que tanto a militância, quando a sociedade em geral, precisa entender o que houve, e as razão dessa verdadeira guinada política que acontece, quando o navio está há 800 metros de bater nas pedras.


(*) Sobre o título, o autor é Diderot, nascido na França em 05/10/1713 – faleceu em Paris em 31/07/1785. Em 1749 escreveu: “Carta sobre os cegos endereçada àqueles que enxergam” – e em 1751 – escreveu: “Carta sobre os surdos e mudos endereçada àqueles que ouvem e falam”
Postar um comentário