LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Requião sugere criação de CPI para investigar judiciário brasileiro

requiao_moro_tt

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) sugeriu ontem (24) que o poder judiciário seja investigado por uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) no Congresso Nacional. Segundo ele, a medida seria necessária em virtude da percepção de que apenas o juiz federal Sérgio Moro é “correto” e “decente” no Brasil.
A polêmica surgiu em decorrência das críticas ao fatiamento da Lava Jato pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que retirou das mãos de Moro inquérito não relacionado à investigação na Petrobras.
Requião é um crítico contumaz das mordomias no judiciário brasileiro. No Paraná, por exemplo, desde julho, ele tenta obter por meio a Lei de Acesso à Informação a relação de gastos da Procuradoria de Justiça do Paraná, com valores individualizados, do subsídio de todos os promotores e procuradores de Justiça do Estado do Paraná nos últimos 12 (doze) meses.
Também veio à tona recentemente que juízes estariam de “papo cheio”, isto é, ganhando R$ 73 mil ao mês, valor bem acima do teto do Supremo Tribunal Federal (STF) — que é de R$ 34 mil.
Os vencimentos dos magistrados são vitaminados pelos auxílios-moradias da vida. No Paraná, a farra é extensiva até aos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que se acham juízes, promotores e procuradores.
O senador Roberto Requião estuda coletar assinaturas para a CPI do Judiciário a partir da semana que vem.
Sobre essa polêmica, o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo afirmou que “não existe só um juiz bom” no Brasil.
Postar um comentário