LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

terça-feira, 27 de outubro de 2015

A menina síria e o policial dinamarques



As fotos de um policial dinamarquês brincando com uma menina síria comoveu internautas de todo o mundo. O fotógrafo Claus Fisker registrava o momento em que 300 refugiados andavam pela estrada E45, a caminho da Suécia, quando flagrou a cena.

Ao "BuzzFeed News", Fisker disse que oficiais do país bloquearam as vias de acesso à Alemanha e, impedido de seguir adiante, o grupo de refugiados teve que caminhar em direção à Suécia, que oferece asilo. “O policial pegou uma aliança de casamento e brincou com a menina, escondendo o anel numa das mãos para que ela adivinhasse onde estava o objeto”, contou.


Não há quem não se sensibilize com essas fotos mostrando a menina síria que por alguns minutos esquece as tragédias sofridas em seu país e na penosa travessia, para sorrir com a brincadeira de um policial que está ali para impedir a marcha dela e de seus pais rumo à Alemanha.

Quantos milhares e milhões de fotos como estas poderiam existir na Síria, Iraque, Afeganistão, Palestina, em todos os lugares onde os malditos imperialistas e sionistas fazem guerras para gerar lucros na bolsa de valores?

Quantos milhares de crianças inocentes como esta foram assassinadas, massacradas pelas bombas despejadas na Síria, Iraque, Afeganistão, Palestina, em nome do lucro da indústria bélica das potências imperialistas? Ou dos interesses estratégicos para roubar as riquezas naturais dos povos?

Quantos milhares de náufragos no mar Mediterrâneo não foram filmados ou fotografados? 

Os proprietários dos meios de comunicação deveriam ser levados a tribunais internacionais por permitir a manipulação da opinião pública mundial ao não mostrar a verdadeira tragédia humanitária mundial criada pelos governos dos EUA, Israel, França, Canadá, Inglaterra, Arábia Saudita, Catar, Turquia, entre outros.

Crianças assassinadas são seres humanos; não são simples números em estatísticas, como a imprensa nos faz crer. Cada criança tem uma família. Cada família tem outras famílias. E todos eles pagam com lágrimas e sangue as guerras criadas para gerar lucros financeiros pelos malditos vampiros sanguinários de Wall Street a serviço do sionismo e do imperialismo.

Mil vezes malditos os milionários europeus, norte-americanos e israelenses que bebem champagne e comem caviar curtido em sangue de crianças inocentes pelo mundo à fora. 

José Gil
Postar um comentário