LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

terça-feira, 27 de outubro de 2015

PARABÉNS, PRESIDENTE LULA!


Por Carlos Motta, em seu blog

LULA, O BRASILEIRO

Luiz Inácio Lula da Silva é o mais amado/detestado político que o Brasil já teve. 

Duas vezes presidente da República, o ex-metalúrgico pernambucano que seus inimigos (sim, inimigos, não adversários) chamam por apelidos tão depreciativos quanto "Nove Dedos", "Apedeuta", "Molusco" ou "Brahma", completa 70 anos neste dia 27 de outubro de 2015.

Sua trajetória de vida já foi tema de livros e até de um filme.

Mas ela, assim como sua trajetória política, ainda está inconclusa, já que, nestes dias conturbados, Lula tem sido o alvo dos setores que tentam, a todo custo, impedir que o país evolua para uma democracia consolidada.


Na impossibilidade de defenestrar a presidenta Dilma Rousseff do Palácio do Planalto, os "homens de bem", como se autodenominam, passaram a causar todo tipo de constrangimento ao ex-presidente.

E como está difícil implicá-lo em alguma maracutaia - Lula é o brasileiro mais investigado que existe -, partiram para a baixaria de atingi-lo por meio de sua família e amigos, que passaram a ser perseguidos sistematicamente por uma Polícia Federal e Ministério Público a serviço das forças conservadoras.

Por enquanto é cedo demais para saber como essa triste história vai terminar.

Melhor voltar a atenção para esse extraordinário personagem da história brasileira que completa seus 70 anos com a evidente disposição de reassumir a Presidência da República.

De certa forma, Lula, por mais que se exponha ao público, por mais que sua vida seja devassada, ainda é um mistério que apenas o tempo vai solucionar.

Para seus inimigos, Lula não passa de um analfabeto, ladrão, bêbado e comunista.

Para seus admiradores, ele é a essência da sabedoria política, o líder mais carismático surgido nos últimos 50 anos no Brasil, o responsável pelo surgimento de um partido que aglutinou grande parte da esquerda e representou, por muitos anos, os sonhos dos progressistas.

Extremos à parte, o fato é que Lula simboliza, de certa forma, por tudo o que fez, o próprio brasileiro, aquele que no nosso imaginário, é cordial, não desiste nunca, vence por seus méritos, se preocupa com o bem-estar de seus semelhantes e, embora não tenha a cultura das universidades, carrega em si a sapiência acumulada secularmente pelo povo.

Queiram ou não seus inimigos, Lula se tornou uma referência mundial de como é possível um governante deixar o capitalismo mais humano, equilibrando os interesses empresariais com a necessidade extrema de diminuir a iníqua desigualdade social do país.

Hoje ele é o brasileiro, fora do futebol, mais conhecido e admirado em todo o planeta.

Para quem ainda vê o Brasil como uma colônia de férias do Primeiro Mundo, Lula é um grande estorvo.

Já para aqueles que acham que o Brasil pode superar suas mazelas e se tornar uma potência global, Lula é uma esperança.

Seja lá o que for, porém, o fato inegável é que o sucesso de Lula fez o Brasil inteiro refletir sobre o seu futuro.

E isso não é pouca coisa.
Postar um comentário