LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

sábado, 19 de dezembro de 2015

Mas Dilma não mandou colocar chip nas pessoas?


Por Carlos Motta, em seu blog

Os boatos são parte essencial da guerra de informações. 
Como o Brasil está hoje submetido a um ataque cruel e sem trégua por parte das forças reacionárias sob o comando da oligarquia nativa, que quer defenestrar os trabalhistas do Palácio do Planalto e retomar o comando político, o país está infestado deles.
Antigamente, o boato se espalhava mais devagar, boca a boca, mas agora, com a internet e os aplicativos de comunicação, como o Whatsapp, que são ferramentas poderosas para disseminar as mentiras, ele corre na velocidade da luz. 
Na maioria, os boatos são criminosos. 
Atentam contra a reputação de autoridades ou mesmo seus familiares - o caso do "Lulinha" é exemplar -, mas podem ser muito mais eficientes para minar a confiança da população no governo federal quando se referem a fatos que alarmam e mesmo causam pânico na população.

Nesta semana, o governo federal lançou um site especificamente para esclarecer as pessoas sobre o que é verdade e o que é mentira nessas "notícias" que correm o Brasil. 
Ele se chama Fatos & Boatos e pode ser acessado no endereço www.brasil.gov.br/fatos-e-boatos/ .
Algumas das mentiras mais persistentes que se ouve pelo Brasil afora estão listadas no site.
Algumas delas:
Só vamos nos aposentar aos 95 anos?
Vai haver novo confisco da poupança?
Dilma mandou colocar chip nas pessoas?
Tem espiões cubanos no programa Mais Médicos?
A integração do rio São Francisco nunca vai acabar?
O Brasil caminha para uma ditadura comunista?
O governo está criando um exército de 20 mil haitianos?
Como se vê, os criadores e propagadores dos boatos têm muita criatividade, se bem que, em alguns casos, ela seja tão grande que fica difícil acreditar na história que esse pessoal conta.
Mas fazer o quê?
Guerra é guerra e nela vale tudo.
Até mesmo contrariar o bom-senso e a lógica, apostando na ignorância do brasileiro.
Postar um comentário