LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Está na hora do campo da esquerda se repensar profundamente



Por Gilson Caroni Filho 

Coisas que sinceramente me encheram a paciência.

1) Setores que se dizem progressistas afirmarem que o governo gasta mais do que arrecada. No ano passado, o ex-ministro Mantega desmentia este sofisma e seu desmentido era compartilhado em rede.

2) Ver governo, eleito com uma agenda de esquerda, adotar o ajuste fiscal tucano, e o ministro Jacques Wagner dizer que é preciso fazer uma nova reforma da Previdência e flexibilizar as leis trabalhistas para " tranquilizar os investidores". Quem vive de salário virou Rivotril de especulador?

3) Elevação da taxa de juros, sem que haja uma inflação de demanda, para aumentar a remuneração do capital financeiro. O resultado é uma recessão brutal e lucros recordes de grandes bancos.

4) Recursos desviados da saúde publica e de escolas e universidades federais para pagar juros de uma dívida jamais auditada.

5) Uma presidente que, por medo de panelaços, não vai à televisão e resolve fazer seu primeiro pronunciamento do ano, em artigo publicado na Folha de São Paulo, um jornal conhecido por ser panfletário. Como falar em mídia golpista, se o principal alvo a legitima?

6) Continuo no coro do "fica Dilma", apenas por dois motivos: os que se opõem a ela são bem piores e temos que respeitar o rito democrático, pois não há qualquer prova de que ela cometeu crime de responsabilidade. Governo algum, em um Estado de Direito, é deposto por incompetência ou impopularidade.

7) Ver a classe média alta, como faz em todos os anos, lotar shoppings e hotéis de luxo durante o verão e observar alguns militantes, muitos de boa fé, perguntarem "onde está a crise?"

Está na hora do campo da esquerda se repensar profundamente. Somos seita ou pessoas que querem um mundo mais justo?
Postar um comentário