LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

sexta-feira, 13 de maio de 2016

Audiência na Comissão Interamericana de Direitos Humanos denuncia São Paulo por violência contra estudantes secundaristas



Hoje (07/04/16), a Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos (OEA) recebeu a denúncia das violências cometidas por policiais durante os protestos dos estudantes secundaristas de São Paulo contra o fechamento de mais de 200 escolas que aconteceram no final do ano passado. A audiência em que ocorreu a oitiva foi realizada na sede da CIDH em Washington, Estados Unidos, e contou com a presença de representantes dos estudantes, do Comitê de Mães e Pais em Luta e da ong Artigo 19.

Em vídeos e testemunhos presentes foram relatados casos de prisões, agressões e torturas contra estudantes menores de idade cometidas por policiais. Além da repressão ocorrida durante as manifestações, violências, intimidações, criminalização e perseguições por parte de agentes do estado permanecem ocorrendo de forma continua até hoje. 

"Até hoje os meninos são perseguidos por policiais, sendo enquadrados várias vezes no mesmo dia. No caso do meu filho, ele já chegou a ser três vezes enquadrado no mesmo dia. Nos enquadramentos a policia tem tirado fotos, pegado o endereço e exigido que digam qual o caminho que fazem”, narrou Tereza mãe de um dos estudantes perseguidos pelo estado.  

Por parte do estado de São Paulo, a defesa foi feita pelo Procurador Geral do Estado, Elival da Silva Ramos, que limitou-se a refutar as acusações feitas contra os policiais e justificar o fechamento das escolas com gráficos que apontam a diminuição de alunos por sala de aula, dados já desmentidos pelo Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp).

Em sua página, a ong Artigo 19 ressalta que “o objetivo da denúncia é demonstrar que o Estado brasileiro, ao cometer violações sistemáticas contra manifestantes, tem descumprido vários acordos e compromissos internacionais. Entre eles, a Convenção Interamericana de Direitos Humanos, a qual o Brasil aderiu em 1992”.

No vídeo acima é possível conferir, a audiência na integra.