LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Transexuais querem lei que proíba deputados de serem chamados de seres humanos



Um grupo de parlamentares de dez partido protocolou um projeto de decreto que visa sustar um decreto aprovado pela presidente afastada Dilma Rousseff no ano passado – que dava a travestis e transexuais que trabalham no serviço público federal o direito de usar seu nome social em crachás e documentos oficiais.
Assim, pessoas que fizeram transição de sexo estariam proibidas por lei de se integrar à sociedade com seu novo nome. “Imagine uma mulher transexual muito feminina com um crachá escrito Wellington ou Gilson”, disse um comentarista numa rede social.
Chocados, transexuais e travestis se reuniram na tarde de hoje para pressionar deputados progressistas a aprovar um projeto de lei em retaliação. “Queremos nosso direito de não chamar estes deputados que criaram este projeto de seres humanos”, disse a militantes LGBT Monique Alves. “Estamos pensando ainda no que poderíamos chamá-los. Uma colega sugeriu ‘filhos da p***’, mas as trabalhadoras do sexo não merecem isso. Estamos pensando talvez em ter o direito de chamá-los de ‘torturadores’. Porque só tendo uma mente de torturador para pensar em algo assim.”
O projeto de tirar o direito dos trans é de autoria do deputado João Campos (PRB/GO), um dos líderes da bancada evangélica. Ele também criou a Emenda Constitucional – rejeitada – que daria permissão a entidades religiosas contestar a constitucionalidade das leis no STF.
O projeto está nas mãos do presidente da Casa, que deve decidir quando irá a plenário. Estes deputados também assinam o projeto: Evandro Gussi – PV/SP; Paulo Freire – PR/SP; Diego Garcia – PHS/PR; Gilberto Nascimento – PSC/SP; Flavinho – PSB/SP; Geovania de Sá – PSDB/SC; Pastor Eurico – PHS/PE; Ronaldo Nogueira; Pr. Marco Feliciano – PSC/SP; Givaldo Carimbão – PHS/AL; Professor Victório Galli – PSC/MT; Eros Biondini – PROS/MG; Carlos Andrade – PHS/RR; Missionário José Olimpio – DEM/SP; Ezequiel Teixeira – PTN/RJ; Elizeu Dionizio – PSDB/MS; Anderson Ferreira – PR/PE; Marcelo Aguiar – DEM/SP; Alan Rick – PRB/AC; Ronaldo Fonseca – PROS/DF; Marcos Rogério – DEM/RO; Sóstenes Cavalcante – DEM/RJ; Tia Eron – PRB/BA; Jony Marcos – PRB/SE; Rosangela Gomes – PRB/RJ; Carlos Gomes – PRB/RS; Silas Câmara – PRB/AM; Takayama – PSC/PR.
M Zorzanelli