LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

sábado, 13 de agosto de 2016

AOS QUE NÃO APOIAM OS GOLPISTAS CANALHAS (LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO)


Por Itárcio Ferreira, em seu blog

Tenho tanto ódio, hoje, no meu coração, que com ele daria para fazer uma bomba atômica. A bomba atômica que nesta hora, em que nossa democracia é assassinada, nos faz falta para peitarmos os imperialistas estadunidenses.

Vejam se os canalhas peitam a Coreia do Norte? 

É mais ou menos como as polícias militares, são violentos contra os pobres e os negros da periferia e se cagam de medo dos traficantes.

Quem pensa que os EUA não tem nada com a deposição de Dilma, ou é burro ou tem seus interesses. E que interesses!

Assim também se dizia, quando do golpe fascista de 1º de abril de 1964, que depôs Jango. Não havia interferência dos EUA ou de qualquer país estrangeiro: Mentira!

Pensadores sérios, como Moniz Bandeira, de imediato apontaram o dedo dos canalhas estadunidenses no golpe que levou o país a 21 anos de trevas que ainda não se dissiparam, ao contrário, estão presentes no Legislativo e no Judiciário que apoiaram este novo golpe. 

Posteriormente, com a publicação de documentos secretos do próprio governo dos EUA, tudo estava lá, entre outras coisas: i) gravações de Kennedy apoiando o golpe; ii) porta-aviões na baia da Guanabara; iii) toneladas de armas e munições enviadas via São Paulo. Tudo para caso houvesse reação ao golpe, transformar o Brasil em um novo Vietname.

Caminhamos. Uma redemocratização tutelada pelos militares. Um judiciário corrupto e golpista e estamos em nova ditadura. Não dá para ser feliz desta maneira. 

O governo ilegítimo e todos que o apoiam, conscientemente ou não, não merecem respeito e são inimigos do povo. Meus inimigos pessoais.

Os militares torturadores de 64 não foram punidos e como herança vemos as polícias militares, e os próprios militares, desrespeitando o povo. Acusam a todos, como se fossem seus inimigos, de desacato, enquanto desacatam as pessoas. 

Nojo! Impotência! Revolta! Sou uma bomba ambulante.