LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

terça-feira, 23 de maio de 2017

Curitibana bolsonarista diz que ataque de Manchester deveria ter sido na Bahia


Mulher diz que ataque de Manchester deveria ter sido na Bahia: 'gente nojenta e escurinha'


Internautas denunciaram, na manhã desta terça-feira (23), o perfil de uma mulher, que informa em seu perfil viver em Curitiba (PR), após ela fazer um comentário racista e xenófobo a respeito dos baianos. Em um comentário que causou revolta de muitos usuários, ela diz que o ataque terrorista que matou 22 pessoas e feriu mais 100 em Manchester deveria ter ocorrido na Bahia.

"Só lamento que tenha sido em Manchester e não na Bahia. Seria lindo ver aquele gente nojenta e escurinha da Bahia explodindo. Kkkkkkkkkkkk", escreveu a mulher. Revoltados, os internautas passaram a compartilharam prints do comentário e da página do Facebook.

"A racista [nome] lamenta q um ataque com bomba ñ tenha acontecido na Bahia. Mande um recado pra ela no facebook. Cadeia pra ela!", escreveu uma internauta no Twitter.

"Triste é constatar que grande número dos ofendidos por [nome] agem como ela nas redes sociais. Um lixo de cidadã!", respondeu outro. "Alô @policiafederal, dona [nome] se enquadra no artigo 20 da lei 7.716/1989. preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional", marcou outro indignado. 

O CORREIO tentou entrar em contato com a mulher para verificar a autenticidade das mensagens, mas até a publicação do texto não obteve resposta. Segundo outros internautas, após a repercussão negativa do comentário, o perfil foi bloqueado pela mulher.


VÍDEO: Vereadora gaúcha Eleonora Broillo diz que “nordestino sabe se unir para roubar e aumentar corrupção”

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Procurador preso nesta quinta foi à Câmara defender pacote "anticorrupção" do MPF

Ângelo Goulart Villela, em audiência da Câmara sobre medidas anticorrupção.

Via Conjur
O procurador da República Ângelo Goulart Villela, preso nesta quinta-feira (18/5) sob suspeita de repassar detalhes de investigações ao dono do frigorífico JBS, já subiu à tribuna da Câmara dos Deputados para defender as chamadas 10 Medidas contra a Corrupção — proposta de reforma do Código de Processo Penal defendida pelo Ministério Público Federal.

Em audiência no dia 22 de junho e 2016, ele afirmou ser necessário o “aprimoramento do combate à corrupção em nosso país” e pediu “um basta no caixa dois” eleitoral. Das dez medidas listadas pelo MPF, ele destacou proposta para tipificar a contabilidade paralela como crime e determinar que partidos políticos respondam de forma objetiva (independentemente de dolo ou culpa) por qualquer dissimulação de valores.
Diretor de Assuntos Legislativos da Associação Nacional dos Procuradores da República e assessor da Procuradoria-Geral Eleitoral, Villela integrou um grupo criado pela Procuradoria-Geral da República para “velar pela preservação do espírito do projeto inicial” da proposta, quando a Câmara sugeriu mudanças no texto.

Ele iniciou a audiência na Câmara dos Deputados saudando o “estimado colega e amigo” Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da operação “lava jato” e também participante da audiência.
“É preciso dar um basta no caixa dois, que acaba gerando um abuso do poder econômico e acaba sequestrando daqueles candidatos que querem participar de um pleito justo, limpo, equilibrado e de igual possibilidade de eles contribuírem no processo eleitoral”, declarou.
Ainda estavam na Câmara, naquele dia, os procuradores Bruno Freire de Carvalho Calabrich, José Maria de Castro Panoeiro, Guilherme Guedes Raposo, Thaméa Danelon Valiengo e Roberson Pozzobon, além da subprocuradora-geral da República Luiza Cristina Frischeisen, coordenadora da 2ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF (que cuida da área criminal).
Gosto amargo

Segundo o empresário Joesley Batista, dono do frigorífico JBS, Villela recebeu propina para vazar informações sigilosas sobre a operação greenfield, que investiga corrupção, lavagem de dinheiro e fraudes em fundos de pensão de funcionários de estatais. A primeira denúncia da operação foi apresentada também nesta quinta. Foram denunciadas 14 pessoas, incluindo os ex-diretores da Funcef, empresários ligados à Engevix, além de políticos e um ex-superintendente da Caixa Econômica Federal.

Em comunicado a colegas, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, declarou que a prisão “tem um gosto amargo para a nossa instituição”.

Delegado da PF que coordena Lava Jato fez campanha para Aécio


Por Eduardo Guimarães, em seu blog
Em janeiro deste ano, o delegado da Polícia Federal que coordena as investigações da Operação Lava Jato no país, Igor Romário de Paula, afirmou que o juiz Sergio Moro ainda poderia prender o ex-presidente Lula.
Esse delegado é o mesmo que, em manifestações feitas no Facebook durante a campanha eleitoral de 2014, compartilhava propaganda eleitoral do então candidato do PSDB à Presidência da República, segundo matéria do jornal O Estado de São Paulo.
“Esse é o cara!!!!”, escreveu Romário de Paula no dia 18 de outubro de 2014, de dentro da Delegacia Regional de Combate ao Crime Organizado. Ele comentava montagem com várias fotos de Aécio nas quais ele aparece ao lado de diferentes mulheres.
As investigações da Lava Jato estão sendo conduzidas por delegados vinculados a Romário de Paula, que atuou na prisão de Youssef e participa de grupo do Facebook chamado Organização de Combate à Corrupção, cujo símbolo é uma caricatura de Dilma, com dois grandes dentes incisivos para fora da boca e coberta por uma faixa vermelha na qual está escrito “Fora, PT!”.
Esse grupo se autoproclama um instituto cujo objetivo é mostrar às pessoas que “o comunismo e o socialismo são um grande mal que ameaça a sociedade”.
No dia 17 de outubro, Igor de Paula também compartilhou um link da revista inglesa The Economist que defendia voto em Aécio. Na notícia, lia-se: “Brasil precisa se livrar de Dilma e eleger Aécio”.
Entre o 1.º e o 2.º turnos, o delegado também divulgou duas propagandas eleitorais de Aécio. A primeira acusava o PT de perseguir o juiz Sergio Moro, responsável pela Lava Jato na Justiça Federal do Paraná. A outra era uma reprodução de uma frase do tucano criticando Dilma, num dos debates na TV: “Que triste o País onde a presidente da República é que determina quem será investigado”.
Isso tudo sem falar da célebre foto que todos estamos carecas de conhecer.

Mar de lama


O triplex é meu


‘DISCUSSÃO NÃO É SE TEMER CAI, MAS SE PEGA 20 OU 30 ANOS DE CADEIA’

O amor é lindo...

Via Brasil 247 

Jornalista Alexandre Versignassi, da Superinteressante, aponta que o maior crime de Temer foi ter antecipado a Joesley Batista, da JBS, a informação privilegiada de que o Banco Central cortaria a taxa de juros em 1 ponto porcentual; "É por isso que, em qualquer país com algum fiapo de noção, não se discute se um presidente que cante os movimentos da taxa de juros para um empresário deve ou não cair: só se discute se ele vai puxar 20 ou 30 anos de cadeia", diz.

O ex-presidente do BC dos Estados Unidos Alan Greenspan, evitava sentar na mesma mesa do Presidente dos EUA, para ratificar o sigilo do Banco Central, segundo o jornalista Alexandre Versignassi, da Superinteressante.
No Brasil, Michel Temer antecipou uma informação privilegiada a um dos donos da JBS Joesley Batista: a de que o o Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central, cortaria a taxa de juros em 1 ponto porcentual, informou a Folha. O empresário ficou possibilitado de especular no mercado de títulos públicos e levantar R$ 1 bilhão em uma semana com meia dúzia de operações.

Mas Temer fez pior, ao minar a confiança nos títulos públicos e, em consequência, não consegue se financiar. Posteriormente, governo precisa pagar juros mais altos para se financiar, ou seja, o dinheiro fica mais caro no mercado, o que implica em menos financiamentos, menos consumo e menos geração de empregos
"É por isso que, em qualquer país com algum fiapo de noção, não se discute se um presidente que cante os movimentos da taxa de juros para um empresário deve ou não cair: só se discute se ele vai puxar 20 ou 30 anos de cadeia", diz o blogueiro.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Moro deve se juntar a seus amigos Temer e Aécio




MORO JÁ ERA

Agora, é possível entender a dimensão dessa foto.

Todo o trabalho de investigação, a partir da delação dos donos da JBS, foi feito pelo Ministério Público e pela Polícia Federal sem que o juiz Sérgio Moro soubesse de nada.

O sátrapa da República de Curitiba voltou ao seu tamanho real.

A ligação de Moro com o golpe, no todo, e com o PSDB, no particular, o reduziram a esse boneco de camisa preta cujo prazo está expirando rapidamente, até mesmo na Globo, onde foi fabricado.

Também ficou clara a razão de Moro ter censurado as perguntas de Eduardo Cunha sobre Michel Temer, agora revelada como uma proteção desavergonhada à gangue que derrubou uma presidenta eleita para assaltar os cofres da União.

Esse trio tem que ser expelido ao mesmo tempo.

Olha só quem apoia Aécio

sexta-feira, 12 de maio de 2017

VENHA COMIGO FAZER O BEM, AJUDE MARIA - POR GERSON CARNEIRO


por Conceição Lemes
Em 10 de fevereiro, o tuiteiro e parceiro do Viomundo, Gerson Carneirodeu a largada em sua página no Facebook à campanha Apoie Mariapara ajudar uma pessoa muito querida.
Imediatamente, nós a divulgamos aqui, lembram-se?
Na ocasião, três questionamentos óbvios me vieram à cabeça. Como ela não pode aparecer por questões judiciais, o principal foi este:
Será que pelo fato de não aparecerem o nome e a foto da Maria alguns seguidores do Gerson e estariam achando que a história não era real e alguém estaria explorando a boa fé dele, em consequência dos demais?
Ao que eu respondi:
Eu e Luiz Carlos Azenha garantimos: a pessoa existe, sim, e a tragédia dela – acreditem! — é bem maior do que o Gerson relatou no texto da campanha.
Vocês, aliás, já leram muita coisa dela aqui no Viomundo, bem como nos blogs de Luís Nassif e Paulo Henrique Amorim, entre outros.
Pois bem, aqui vão duas belas surpresas.
Matéria completa AQUI
Para contribuir AQUI


terça-feira, 2 de maio de 2017

Amigo de Lula quer de volta presente que Moro roubou


Por Claudio Vereza, em seu Facebook
Sr. Moro,

Este Tambor de Congo, devidamente numerado, foi fabricado de modo artesanal pelo famoso Mestre Daniel, e pintado por sua filha Beatriz. (O sr. sabe lá o que é um Mestre?). É Patrimônio Imaterial do povo brasileiro! Foi doado e entregue ao Presidente Lula, em cerimônia pública, no Palácio Anchieta/ES. É símbolo do povo capixaba! É sacramento da pura AMIZADE (o sr. tem alguma além do Mineirinho?) que temos - eu e o Lula, desde 1980 (o sr. já era nascido?). 

Declaro para os devidos fins, que recebi em troca um rico e valoroso abraço fraterno, que depositei na conta secreta do banco de meu lado esquerdo do peito (o sr.tem um?) .

Requeiro ao sr. que ponha-se no seu lugar e devolva o Tambor de Congo a quem doei livremente, o presidente Lula!

Nestes termos,

Exijo deferimento imediato!

(Sem data vênia!).

P.S.: nos comentários abaixo, algumas fotos que provam minha antiga ligação com o presidente! Não são convicções: são provas cabais de nossa estreita amizade! No caderninho dele eu sou o Claudinho! Morou?

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Em 22 pontos, Fernando Morais explica por que a Globo é inimiga do Brasil


Por Fernando Morais, em seu Facebook

1) O jornal O Globo apoiou a cassação do Partido Comunista Brasileiro, em 1947.

2) O Globo foi contra a criação da Petrobras.

3) O Globo participou do cerco a Getúlio, que levou o estadista ao suicídio.

4) O Globo deu sustentação à trama para impedir a posse de Jango, em 1961.

5) O Globo apoiou o golpe militar de 1964.

6) A Globo aplaudiu a caçada e o massacre dos opositores do regime militar.

7) A Globo escondeu a campanha por Diretas Já.

8) A Globo fraudou o debate entre Lula e Collor, em 1989.

9) A Globo sempre trabalhou contra a soberania nacional, defendendo a subserviência aos EUA e Europa.

10) A Globo é adversária histórica das políticas de valorização dos salários dos trabalhadores.

11) A Globo criminaliza os movimentos sociais, a pobreza e a atividade política.

12) A Globo liderou a farsa midiática-judicial do mensalão.

13) A Globo teve papel destacado na sabotagem e no golpe contra a presidenta Dilma Rousseff.

14) A Globo apoia todas as atrocidades jurídicas cometidas pela operação Lava a Jato.

15) A Globo assassina reputações de adversários e protege corruptos aliados.

16) A Globo defendeu o congelamento dos gastos em saúde e educação por 20 anos.

17) A Globo apoiou a aprovação do projeto de terceirização irrestrita, o fim da CLT.

18) A Globo aprova a venda de ativos da Petrobrás e a entrega do pré-sal aos estrangeiros.

19) A Globo trabalha pela aprovação da reforma da Previdência, que fará com que os trabalhadores trabalhem até a morte.

20) A Globo se empenha também pela aprovação da reforma trabalhista, para liquidar de vez com todos os direitos trabalhistas.

21) A Globo quer o fim quer o fim do SUS e do ensino gratuito nas universidades públicas.

22) A Globo luta pelo desmonte do estado social e da Constituição cidadã de 1988...

Golpe desenhado para imbecis



Via Esquerda Caviar


Por Gustavo Castañon


GOLPE PARA DUMMIES:


1) A corrupção brasileira tem 500 anos (a mídia apoiou);

2) De repente quiseram limpá-la, mas só botaram o PT na cadeia (a mídia apoiou);

3) Então os maiores ladrões do país assumiram o poder (a mídia apoiou);

4) Em vez de acabarem com a corrupção, aumentaram seus salários, dos juízes e dos militares, e congelaram o do resto dos servidores por vinte anos (a mídia apoiou);

5) Em uma única operação de venda de campo do pré sal, lesaram mais a Petrobrás que os 9 anos de "petrolão", assim como em um perdão de dívida das teles, um perdão de dívida do Itaú, um perdão de dívida dos planos de saúde (a mídia apoiou);

6) Finalmente acabaram com sua aposentadoria e seus direitos trabalhistas (a mídia apoiou);

7) Tudo isso em nome de melhorar a economia que eles afundaram (a mídia diz que está melhorando).

Aí me vem um canalha e reclama que eu chamo de canalha quem apoia tudo isso. Deixo vivo, falando, todo pimpão, e ainda reclama.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

São Paulo: uma Arábia Saudita sem petróleo



Por Carlos D'Incao

FUNDAMENTALISMO TUCANO

O exercício da memória é uma das principais armas em momentos como esse, quando a desesperança é tão forte e os reacionários se empenham - com toda a sua brutalidade - em despedaçar o sonho de um mundo mais livre, justo e humano.

O Estado de São Paulo é o maior exemplo da imposição de regras e leis típicas de um país fundamentalista. Em primeiro lugar, temos um governador que não esconde o fato de ser parte da Opus Dei (aquela mesma facção católica e extremista do filme "O código Da Vinci"). Os promotores de justiça (aqueles do Powerpoint do Lula) são evangélicos fanáticos. Por fim, a Assembleia Legislativa é dominada por uma bancada fortemente religiosa.

Vamos lembrar de algumas peculiaridades do Estado mais tucano do Brasil, São Paulo ou...Tucanistão:

Em São Paulo assistir um jogo de futebol ao vivo é um fato sob vigília judicialBandeiras... são proibidaspintar o rosto... não pode; torcidas grandes dividirem o mesmo estádio... em hipótese alguma; cerveja... nem pensar (só sem álcool). Vejamos... No Rio de Janeiro tudo isso é permitido e morre muito menos gente envolvida em brigas de torcida.

Mas o que interessa - para os nossos promotores ultra-evangélicos - não é e nunca foi acabar com a violência, mas sim "combalir um esporte profano que desperta todo o tipo de vício" como já disse Dallagnol palestrando em uma igreja batista a qual frequenta cotidianamente.

Em São Paulo há uma perseguição aos fumantes apenas comparável à política anti-tabagista que Adolf Hitler implementou na Alemanha. Fumar em estádios... é proibido; fumar em bares com áreas abertas com guarda-sol... não pode; fumar dentro de um clube... nem pensar; áreas especiais para fumantes... todas abolidas; fumar dentro do seu próprio apartamento... também não pode! Sim... O condomínio tem poderes de multar e até interditar um apartamento, se um vizinho reclamar do cheiro de tabaco...

Mas o que importa é a defesa da saúde do cidadão, não é? Mas o cuidado do governo de São Paulo com a saúde a gente pode conferir nos hospitais estaduais e nos postos de saúde... O que está em pauta não são os pulmões, mas o controle das mínimas ações do indivíduo. Uma estratégia totalitarista. O país que possui os melhores índices de saúde da América (incluindo EUA e Canadá) é Cuba... Quem já ouviu falar de seus charutos?

Em termos relativos, São Paulo é o Estado que pior paga os professores na América (incluindo o Haiti e a Guiana). Educação é a inimiga número um dos tucanos. E os professores de ciência que se cuidem pois aqui uma escola pode optar por um currículo que substitui seus abomináveis e profanos temas pelas sagradas escrituras.

Em São Paulo um jovem de 17 anos não pode fazer uma tatuagem e nem colocar um piercing, nem mesmo com a autorização dos pais. "Profanar o próprio corpo é pecado previsto na bíblia..." afirmou o deputado Campos Machado. "Além de ser uma ameaça à saúde!" emendou... sem explicar a razão pela qual seu projeto de lei abriu exceção para que meninas pudessem colocar brincos nas orelhas.

Apenas com esses exemplos, poderíamos afirmar que São Paulo já é um Estado com mais restrições civis do que o Irã e o Líbano. A diferença é que esses países não possuem presídios super-lotados, escassez de água e uma das polícias mais violentas (e mal pagas) do mundo.

Mas no Tucanistão as coisas ainda podem avançar muito mais: tramitam na Assembléia Legislativa leis bem interessantes como a imposição de limites no comprimento das saias das meninasnas escolas públicas, a desobrigatoriedade da orientação sexual escolara proibição de grafites em espaços públicos e a criminalização do jogo de dominó e do truco.

Ao que depender dos paulistas, que votam consecutivamente nos tucanos, chegaremos lá... Com Dória ou sem Dória.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Um milagre salva Lula


Por Moisés Mendes, em seu blog

Alguns dizem, repetem e insistem que as sentenças do juiz Sergio Moro nos processos contra Lula terão de ser muito bem amarradas, ou poderão ser desatadas pela segunda instância. E a segunda instância é a o Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre.

Pois se sabe que o TRF delibera quase tudo a favor de Sergio Moro. Em março, o Tribunal refugou um processo de Lula contra o juiz por abuso de autoridade (o grampo da conversa com Dilma e a condução coercitiva).

O argumento básico é o de que o juiz está em missão única, excepcional, e que suas deliberações podem então ser fora da curva.

O TRF ratifica 70% das sentenças que saem de Curitiba. Este é o grande argumento da Lava-Jato para a conduta do juiz Moro.

Quem conversa com fontes do Judiciário ouve o seguinte: não alimentem as expectativas dos mais otimistas com possíveis decisões do Tribunal Regional que possam vir a favorecer Lula. Não embarquem nessa ilusão.

A situação de Lula, com cinco processos, dois em Curitiba e três em Brasília e outros que ainda poderão aparecer com as investigações em andamento, é a mesma do jogo do Brasil com a Alemanha. Ele pode até marcar um gol, mas corre o risco de tomar sete.

Lula foi cercado impiedosamente. Deve ser destruído antes da eleição de 2018. Não haveria mais o que fazer, a não ser esperar pelo milagre de um inesperado movimento do imponderável, dentro ou fora do Judiciário.

Quanto mais Lula crescer nas pesquisas, mais os delatores irão se multiplicar. Vão levar Lula para o canto e massacrá-lo, em Curitiba e no Jornal Nacional. Com ou sem provas, com ou sem convicções, num cenário geral de anestesia, resignação e acovardamento.

E ninguém enfrenta Sergio Moro, porque desafiá-lo formalmente, nas instâncias do Judiciário (e a corregedoria do Conselho Nacional de Justiça?), condenaria sumariamente o discordante como inimigo da Lava-Jato, da Globo, do pato da Fiesp e dos golpistas do Jaburu.

Moro pode manter alguém em prisão preventiva, como mantém, pelo tempo que quiser (porque a lei o favorece!), para depois obter delações de farrapos morais. Alguns colegas seus até reagem, como os Juízes para a Democracia, mas e daí?

Poucos ou quase ninguém fica sabendo que há discordâncias graves dentro do próprio Judiciário e do Ministério Público em relação aos métodos medievais de Sergio Moro. É uma discordância valente, honrosa, decidida, mas ainda inconsequente, porque aparentemente minoritária e escondida nos biombos da grande imprensa.

E, para completar, o único juiz de instância superior a enfrentar Moro, num episódio pontual, ao recriminá-lo pelo delito de grampear Dilma e mandar a gravação para a Globo, foi o ministro do Supremo Teori Zavaschi.

Mas Teori Zavaschi está morto.

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Não consigo sentir empatia pelo inimigo




Preciso confessar. Está engasgado na minha garganta. Preciso falar, até para mim mesmo e aproveitar as minhas palavras como forma de progredir como ser humano.

Sou um homem de esquerda. Aprendi a ser feminista. Não abro mão dos meus sonhos de uma sociedade justa, mesmo diante da morte.

Cheio de falhas, vou evoluindo constantemente ou penso que sim.

De repente me pego em falha ética, pois, ao contrário da GRANDE maioria dos amigos, jornalistas, blogueiros, etc., pessoas de esquerda, pessoas que admiro e aprendi a ouvir/ler, não consigo sentir empatia pela jornalista Raquel Sheherazade.

Reconheço que ela sofreu assédio moral. Tomará alguma providência? Duvido.

Claro que Sílvio Santos não poderia tratá-la da forma que a tratou, nem a ela nem a ninguém. Mas ela tem opção, por que não reagiu? E o que ela esperava receber de um espécime de pessoa como o “patrão”? Ela tão arrogante e violenta com os esquerdistas é uma cordeirinha vendida por um gordíssimo salário.

Não é surpresa para ninguém, que Sílvio Santos humilhou, humilha e continuará humilhando calouros, jurados, mulheres do seu auditório, travestis que lá vão se apresentar, etc., mas, nunca vi uma indignação tão GRANDE como a que está se vendo com esculhambação do patrão à empregada famosa.

Não vi/ouvi, nem na TV, que há mais de 20 anos não assisto, nem na internet as merdas que Sílvio Santos falou para ela, apenas li transcrições.

Não gosto de ver ninguém ser humilhado, mesmo aquelas pessoas por quem tenho ojeriza. Não me sinto bem. Fico constrangido. Indignado.

A verdade é não vejo Sheherazade como mulher, socialmente falando, “ninguém nasce mulher...”, ou como empregada. Duvido que, na sua ânsia por poder, prestígio e dinheiro ela fosse defender o indulto às mulheres, negras e periféricas, em sua grande maioria presas por porte de drogas. Duvido, novamente, que reconheceria o direito de greve dos empregados do SBT, se fosse o caso.

Pergunto-me por que ela, a Sheherazade se passa, como mulher, jornalista e ser a porta-voz da intolerância? Para mim é simplesmente por fama e dinheiro. Não admiro esse individualismo. Não posso ser solidário a tal figura nefasta só por que ela é mulher.

Todos os dias, para quem a assistiu, ela, com suas falas hidrófobas, humilhava os marginalizados, os mais frágeis, e dentre os mais frágeis estão as mulheres. No entanto, foi tão passiva diante do bilionário branco… cadê a sororidade, Raquel?

“Mexeu com uma mexeu com todas” para mim não é argumento suficiente para defender ou sentir empatia por Raquel Sheherazade.

Estou sendo bem sincero e me expondo a críticas junto às pessoas que admiro, pessoas de esquerda, claro.

No momento em que ela, usando uma concessão pública, destilava seu ódio contra os marginalizados, a soldo do Sílvio, ali ela era toda poderosa e arrogante. Não havia limites para os seus arroubos, claro, que com a autorização do todo poderoso do SBT.

Vítimas da sociedade patriarcal somo todos nós, principalmente, claro, as mulheres. Dentre as mulheres as mais frágeis socialmente. As com os piores empregos, as mães que cuidam só dos filhos, abortados pelos pais, as presas por porte de drogas, as periféricas, as negras, as lésbicas, as travestis, as trans. Sou solidário a todas, mas não consigo sentir empatia pela jornalista.

Peço perdão aos que discordam de mim. Sou falho, rancoroso, humano, demasiado humano. Não sou perfeito, ao contrário.

Nunca perderia o meu tempo e minha pena em solidariedade a ela. Ela é minha inimiga. Bolsonaro é meu inimigo. Os EUA, o Bradesco, Temer, Moro são todos meus inimigos. Meu tempo e minha pena são solidário com os 99%, não com escrotos.

Admiro a todos que a defenderam, dentre eles, Cynara Menezes, Nelson Barbosa, Elika Takimoto, mas, não alcanço a sabedoria dos mesmos.