LULA PRESO POLÍTICO

LULA PRESO POLÍTICO

terça-feira, 4 de julho de 2017

Lançamento do livro: PRIMEIRAMENTE


...os artistas são como antenas de suas épocas. Eles captam os acontecimentos de suas épocas e os refletem em suas obras”.
Ezra Pound



Lançamento do livro:

PRIMEIRAMENTE

Organização: Sonia Nabarrete e Vanessa Farias


Uma coletânea de contos, que trata de diferentes visões durante uma manifestação, FORA TEMER, na Avenida Paulista, São Paulo - Brasil


Local: Sensorial Cerveja, Café & Discos - Rua Augusta, 2389 - Cerqueira César, São Paulo - SP



Data: 15 de julho de 2017
Horário: 16h


Custo: R$38,00 (Aceita todos os cartões)




Primeiramente ...

Em São Paulo, as concentrações mais importantes aconteceram na Avenida Paulista, a partir do vão do MASP. Uma delas, reprimida pela Polícia militar, foi escolhida como cenário comum para os personagens desta coletânea, que interagem neste universo compartilhado.

A ideia ganhou adesão de autores com diferentes estilos que criaram uma galeria de personagens igualmente heterogênea, composta por seres humanos, com suas dores, delícias, e também uma mosca, um museu e seres extraordinários.

O resultado é uma antologia, diversificada e provocante

Eis alguns exemplos:
Degustação I: Manifestação -  "Relógios, calendários, mil anos, dois mil anos, após três mil anos do sono mais profundo você brota do chão, mas ninguém percebe, ninguém se espanta, porque você é invisível & inaudível, porque eles estão envolvidos demais com a própria violência, com a própria insatisfação, porque você é o último deus que sobreviveu, o último que despertou, meio afro meio índio, numa época que despreza qualquer delírio sobrenatural que não possa ser domesticado & transformado num parque temático" De Luiz Brás

Degustação II: A infalível tática da paixão - “E qual seria o verdadeiro Jonas? Nestas horas não poderia haver dúvidas, debaixo do capuz, além da alta dose de adrenalina, não havia nenhum espaço para questionar o quanto de engajamento de fato ele tinha. Em manifestações anteriores, com pedras na mão enfrentou os PMs, ergueu barricadas com o lixo, tocou fogo e figurou numa grande foto que circulou na web e em diversos jornais impressos no Brasil e no exterior”. De Paulo Lai Weneck

Degustação III: A primeira vez - “Antes de sair de casa, Maria o alertou para que tomasse cuidado e não se envolvesse em encrencas. Ela não concordava com a decisão do marido, de participar da manifestação. Achava perigoso demais sair na rua em protesto contra o governo. A polícia era brutal e ainda tinham os grupos radicais que provocavam, fazendo vandalismos, repetia sempre a ele.” De Renato Ladeia

Degustação IV: Labirinto - “...meninos e meninas comem biscoito de polvilho, assentados aos pés de pais mais famintos ainda. os pequenos brincam de papel, picados no mar de sandálias havaianas dos sem-teto, sem parede, sem chão na cidade ao menos para se cair morto, um lugar que seja a própria calçada, o meio-fio, o olho da rua. vânia, francisco, edimilson, meire, pardal, chico, lu, rosa, sara, zé, ana, cândido, pereira, fátima, edinanci, gladiston, vera esperam a palavra, a mais simples e potente palavra, a que vem agora do alto-falante, “companheiros, a democracia é respeitarem o voto da gente, do nosso filho”. De Marcilio Godoi

Degustação V: O catador de latinhas: Gosto mais quando é aquele povo de vermelho. Eles são mais gente fina. Eles chegam na gente de um jeito diferente, mais na moral, entende, dotô? O caso é que sempre que é esse pessoal de verde-amarelo a coisa rende mais. Eles gosta de ficar na frente daquele pato de prástico bem no meio da avenida, e enchem o caneco até esvaziar o isopor dos manos que vende cerveja” De Nanete Neves,

Degustação VI: O dia em que a sopa bebeu a mosca - “A confusão maior começou quando a mosca se interessou pela ferida malograda na mão de um policial militar. Sangue tem gosto de ferro e policial costuma ser nervoso. O homem, na sua sapiente gentileza, desceu o spray de pimenta na mosca que se escondeu num copinho de café largado na calçada. Café com pimenta e a bicha voou doida. Queria revanche. Partiu pra cima do policial. ” De Fábio Mariano,

Degustação VII: V de vendeta - “Embora considerasse a reivindicação justa e em outro momento pudesse até integrar a massa, procurei me afastar da aglomeração, mas a multidão não queria se distanciar de mim. Havia muitos tipos estranhos. Um guardinha negro parecido com um capitão do mato observava o movimento com os olhos vermelhos e sangue na mão tensionada sobre o cassetete. Um catador de latas se infiltrava por entre as pessoas atracado a um saco preto como se abraçasse a sua própria vida. Um grupo carregava um boneco do Michel Temer com os caninos pronunciados e capa de vampiro. Um casal se beijava numa voracidade como se a revolução fosse das salivas e a briga hormonal”. De Kakao Braga.


“Os governos suspeitam da literatura porque é uma força que lhes escapa. ”
Émile Zola
Antologia de contos contra o golpe
“A tarefa da literatura é ajudar o homem a compreender-se a ele mesmo.”
Máximo Gorky

Primeiramente reúne 17 contos, de 17 autores, todos ambientados em uma manifestação contra o governo Temer na Avenida Paulista.  Os autores, de diferentes estilos, criaram uma galeria de personagens igualmente heterogênea. Tem catador de latinha, black block, garoto de programa, seres extraordinários, idoso com Alzheimer, militar na ativa e aposentado, gente que foi à manifestação por românticas razões pessoais, desavisados que se viram, sem querer, em meio à confusão, e ainda quem fez sua estreia em manifestações, além de personagens como uma mosca, um museu e um deus.

Organizada pelas também autoras Sonia Nabarrete e Vanessa Farias

Conta com a participação de: Aline Viana, Fabio Mariano, Germano Quaresma, Gláuber Soares, Jorge Nagao, Kakao Braga, Luiz Bras, Manu Araújo, Marcilio Godoi, Maurício Kanno, Melissa Suárez, Nanete Neves, Paulo Lai Werneck, Plínio Camillo e Renato Ladeia.

Contatos:
Sonia Nabarrete
Tel.: 11 993432397
E-mail: sonianabarrete@hotmail.com

Glauber Soares
Tel.: 11 2955-5833
E-mail: contato@linkinformatica.com.br